Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dadivosa...

Tinha festa lá na roça,
dei um trato na carroça,
para mode viajar.
Pus arreio em Dadivosa,
minha égua mais garbosa,
que não nega, galopar...

Dadivosa era importante,
peito farto, lombo grande,
de um tamanho salutar.
Sua crina era gigante,
tinha até desodorante,
mode o pelo,  perfumar...

Na picada foi trotando,
vi a noite, que chegando,
tinha tudo pra brilhar.
Lua nova despontando,
tanta estrela que brilhando,
refletia o meu olhar...

Logo, logo, que chegamos,
da carroça, apeamos,
veio nos cumprimentar.
Uma moça muito linda,
cujo nome era Florinda,
pronta pra me namorar...

Dei a mão, lacei o braço,
no chicote dei um laço.,
pra não me atrapalhar.
E dançamos no coreto,
muita carne no espeto,
até o dia clarear...

Quando o sol já despontava,
na carroça eu cochilava,
sem querer me levantar.
Ainda bem que a Dadivosa,
minha égua mais formosa,
foi pra casa, me levar...



Day Moraes
Enviado por Day Moraes em 11/10/2005
Código do texto: T58596
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Day Moraes
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
137 textos (4782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 09:03)
Day Moraes