Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU SIGO TRANQUILO, NA PRAIA MORANDO, CANTANDO MEUS VERSOS NA BEIRA DO MAR


Vou ser pescador tendo um sonho bem vivo:
pescar muito peixe pra ter a fartura
e ter a palhoça da palha mais pura
parando o sol quente como um lenitivo.
Levando essa vida não sou tão cativo
da lida ocorrida que faz estressar.
Não vou ter dinheiro só pra vir gastar,
com coisas tão fúteis, que vão desgastando,
EU SIGO TRANQUILO, NA PRAIA MORANDO,
CANTANDO MEUS VERSOS NA BEIRA DO MAR.
Marcos Medeiros
Enviado por Marcos Medeiros em 14/11/2017
Código do texto: T6171369
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcos Medeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Medeiros
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 64 anos
904 textos (38630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 15:55)
Marcos Medeiros