Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTEZA DO ZEZITO

TRISTEZA DO ZEZITO

Tristeza estou passando
Depois daquela cirurgia
Curativo a toda hora
De noite, também de dia
Realmente tô desanimado
Acabou minha alegria.


Com duas pernas e meia
A mulher me mandou embora
Ela quer o que tinha antes
O que é que faço agora?
Tô partindo dessa cidade
Senão a coisa ainda piora!


As mulheres, decepcionadas
Pois não podem mais brincar,
Também se for lá na praia
Ninguém mais poderei salvar
Pois, atirava a terceira perna
Pra muita gente resgatar.


Também ia aos penhascos
Em pé, lá eu aguardava,
Nessa minha terceira perna
A mulherada se agarrava
Brincando de "bungee jump"
Lá de cima, se atirava!


Agora, com essa redução
Eu perdi minha senhora
Também muitas reclamações
Por esse meu Brasil afora
Tem até mulher chorando
Na cidade de Juiz de Fora!


Apareceu uma "Florisbela"
Falando mal do Zezito,
Deve ser uma apaixonada
Que me acha muito bonito
Insinuou até no Recanto
Que o "pintim" é de mosquito!


Mas, o problema maior
É um forte medicamento
Também a troca dos curativos
Sofro muito neste momento
Pois vejo todo esfolado
O meu pobre instrumento!


Até em "propaganda enganosa"
Elas vivem a comentar
Dizendo que nunca viram
(Bem que gostariam de olhar)
Uma cobra tão gigante
Difícil de se camuflar!


Breve, voltarei ao médico
Pra uma consulta realizar
Tenho que ver a próstata
Mas, dedão não vou aceitar
Meu fiofó não é dedal
Dr. Pedroca vai se lascar!!!!




Pedrinho Goltara
Enviado por Pedrinho Goltara em 18/10/2007
Reeditado em 18/10/2007
Código do texto: T700122
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedrinho Goltara
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 64 anos
630 textos (127854 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 09:55)
Pedrinho Goltara