Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM ENCONTRO INUSITADO

UM ENCONTRO INUSITADO

Mário Osny Rosa

Padre Landell de Moura passeando no paraíso encontra com Guglielmo Marconi  e logo pergunta:
- Como vai velho amigo Marconi?
- Vou bem cheguei a pouco do purgatório, estava lá cumprindo a pena imposta pelo seu Chefe Supremo.
- Como, cumprindo pena no purgatório, o que fez de errado lá na terra?
- Nem sei bem, acho que foram as minhas invenções.
- Como, as suas invenções?
- Sim, por muitos anos eu era o Gênio, e verdadeiro inventor do rádio, e com isso vivi ocultando a outros inventores e quem sabe Gênios maiores do que fui.
- Mas, como ocultou os outros inventores?
- Padre Landell você sabe que eu não inventei nada, apenas usei as invenções de outros gênios da época. Com isso eu montei o rádio e levei a fama de inventor, Quero pedir perdão de ter tomado o seu lugar e ainda mais eu não consegui patentear no meu país, mas o senhor patenteou no Brasil e na América do Norte.
- E você sabe quem foi o verdadeiro inventor do rádio?
- Foste o verdadeiro inventor do rádio ficou relegado pelo mundo científico daquela época e até pelos patrícios de seu país, pela sua simplicidade.
- Como, é que tens certeza que sou eu o verdadeiro inventor e se foi você que sempre colheu os louros da vitória e ainda tem uma empresa com o seu nome.
- Padre o verdadeiro inventor continua simples como quando perambulava na terra, sempre socorrendo os pobres do Bairro de Navegantes do Porto dos Casais, hoje Porto Alegre.
- Mas, isso não pode ser, nunca estive em evidência nas enciclopédias de todo o mundo, com grande destaque lá estava Guglielmo Marconi.
- Padre Landell, eu não fui o inventor do rádio, mas fui um simples montador daquilo que descobriram: Hertz, Ruhmer, Popovic e outros. Nunca escrevi nada do que fazia teoricamente. Quero pedir perdão de ter tomado o seu lugar e ainda mais eu não consegui patentear no meu país, mas o senhor patenteou no Brasil e na América do Norte.
- Como de ter tomado o meu lugar?
- Sim o senhor foi o verdadeiro inventor do rádio, suas definições teóricas são respeitadas e invejadas, por todos em todos os tempos em todo o mundo.
- Mas, como você afirma isto?
- Eu tenho certeza que as patentes mais ousadas até hoje concedidas no mundo foram a Landell de Moura, a minha não tinha nada de invenção era mera cópia de outros inventores, e por esse motivo não consegui patentear no meu país, e tive que ir para a Inglaterra e patentear lá meus inventos.
- Será por quê fiquei no anonimato por tanto tempo sem ser reconhecido?
- Isso só aconteceu porque seu país naquela época não tinha grandes expressões nas pesquisas científicas, como no velho mundo.
- Será que esse foi o grande motivo de não terem me reconhecido como inventor e meus inventos.
- Padre Landell, hoje na terra as coisas estão mudando.
- Como, só agora mudando?
- Sua fama é reconhecida por todo o mundo cientifico, já foram publicado vários livros sobre seus inventos detalhando todas as suas pesquisas e ainda mais publicaram um livro sobre Padre Landell na Alemanha.
- Como você sabe desses detalhes sobre a minha vida, estavas no purgatório?
- Sim estava lá para redimir das minhas culpas e, além disso, me obrigaram a fazer uma reflexão sobre o Padre Landell de Moura e toda a sua trajetória na terra, e com isso eu consegui um lugar aqui no paraíso.

São José/SC,14 de novembro de 2.005.
morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br

Asor
Enviado por Asor em 17/01/2006
Reeditado em 19/07/2008
Código do texto: T100220
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36850 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:14)
Asor