Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BILHETE

 Um jovem pai estava passando o domingo com sua família na casa dos tios. Depois do almoço, ele disse para sua esposa:
-Está tudo muito bom, mas vou tirar uma soneca na minha cama. Tchau!
À tardinha, Isabela entrou em sua casa correndo e voltou decepcionada.
 -Mamãe, papai num tá na cama dele!
-Eu sabia, Lela!
-Onde selá que ele tá, mamãe?
-Espera aí que eu vou te dizer.
E passando a mão no telefone, ligou para o celular dele.
-Onde você está, palhaço?
-Aqui no bar com os meus amigos.
-Outra vez? De novo?
E bateu o telefone.
-Mamãe, onde o palaço tá?
-No bar, filha! Onde poderia ser?
Às 23hs, o genitor chegou superalegre e gritou:
-E aí galera? Cadê o beijo do papai?
Silêncio total.
A criança, solidária com a mãe, nem tirou os olhos da TV.
Quando o homem fechou a porta, ela se levantou do sofá, colocou as duas mãozinhas na cinturinha de quibe e disse indignada:
-Aí, né, pai! Nem um bilete, hem?!


Anna Célia Dias Curtinhas.



Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 07/04/2005
Código do texto: T10159

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55245 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:17)
Anna Célia