Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da indiferença surge o amor!!!

Da indiferença surge o amor!!!

Wellington Balbo / Reginaldo Cordoa

Mãe que doa a vida pelo filho...

Filho que doa a vida pela mãe...

Almas que se amam, que se completam...

Uma mãe abandonou seu rebento ao relento das águas...

Muitas mãos que socorreram do relento das águas o rebento abandonado...

O filho da indiferença agora é amado, desejado, acariciado, visitado por muitos...

Do nada brota o tudo, da indiferença surge o amor...

Amor que resplandece na atitude das criaturas que pararam para prestar auxílio à criança.

Afeto desinteressado que surge no interesse da adoção...

Rejeitado pela mãe, amado pelo Brasil...

Certamente mães não lhe faltarão...

Indulgência para essa mãe, esta enferma da alma, necessita de compreensão...

Um dia o amor baterá a sua porta e lhe mostrará que o maior tesouro da vida é doar-se com resignação...

Se hoje indiferente a cogitar do abandono, amanhã através das lutas inexoráveis do porvir fará a diferença...

Nada esta perdido; para a criança, novos rumos, novos companheiros de jornada; para a mãe, motivos a refletir...

De relevante a fraternidade que vem embalando cada vez mais os corações...

Fraternidade que demarca a transição que atravessa nosso planeta, por mais paradoxal que possa parecer, a realidade é que estamos melhores, mais amáveis, mais cordatos, mais conscientes...

Tiremos dessas lições os fatos positivos que nos tornarão seres melhores e prossigamos, torcendo pela criança e orando pela mãe...



Wellington Balbo / Reginaldo Cordoa

30/01/2006

Reginaldo Cordoa
Enviado por Reginaldo Cordoa em 30/01/2006
Código do texto: T106080
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reginaldo Cordoa
Matão - São Paulo - Brasil, 46 anos
95 textos (23233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:21)
Reginaldo Cordoa