Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moranga Partida


Na Praça do Rosário, fica o velho Mercado Municipal, bem descuidado pelas autoridades, embora bastante movimentado, principalmente, às sextas-feiras e aos sábados, de manhã. Todos saem de  lá com as sacolas cheias. São movidas pelo consumismo, mas o que ali adquirem são itens de primeira necessidade: carnes,  verduras,  legumes e   frutas.

Naquele sábado, de manhã, na mercearia do Sr. Antônio,  os fregueses se acotovelavam. Com pressa faziam suas compras. Uma senhora bem gordinha pediu ao comerciante,  que partisse para ela uma moranga grande e deixasse em cima do balcão, enquanto escolhia as verduras e legumes que faltavam. Uma freguesa queria saber se havia
tomates mais firmes. Outra, de lenço no cabelo, queria saber se a mandioca estava enxuta. O Sr. Antônio corria para a todas atender com presteza.

A senhora gordinha foi acertar suas compras. E o que todos ouviram foi aquele brado severo:
- Quem passou a mão na minha moranga partida?
Ninguém quis se acusar. Mas o riso quem conseguiu  segurar?


fernanda araujo
Enviado por fernanda araujo em 07/02/2006
Reeditado em 04/03/2006
Código do texto: T108906
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fernanda araujo
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1058 textos (204275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:11)
fernanda araujo