Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração da Mulher

Com dez anos ele se revelou,sangrou pela primeira vez,me assustei,tive receios,mas confiei em minha mãe quando ela disse que seria para o meu bem.
Deitei na cama dela e usei o modess pela primeira vez...como incomodava aquilo bem ali,como fecharia as pernas? e como sairia na rua? e a calça comprida?aiaiaiaiaiai...
Mas fiz o teste,é dava para sair mas e se aquilo caisse?
Tinha o cinto modess para usar,em 1970 não tinha os aderentes à calcinha,aquele cinto sim era horrivel,marcava a roupa,fazia um V e todo mundo sabia que estávamos menstruadas...na educação fisica então,hoje seria um mico!
A roupa branquinha suja de sangue.
As cólicas,quanto Atroveram tomei!
E a TPM ? essa até hoje me acompanha...
As espinhas.A retenção de líquidos e todo mês o sangue da vida...
Acabamos nos acostumando e faz parte de nós mulheres,nós e a menstruação,nós e a TPM.
As tabelinhas,o ciclo a passar,o dia certo para algumas e o incerto para outras,eu sempre "regulada" rrss
Os anos passaram e a fertilidade não usada .
Meu médico dizia:Você é parideira,tem corpo para ter filho,quadril largo!
 Usei a vida toda um amuleto Egípcio que era para fertilizar,coincidência ou não, fertilizou...
Mas não tive filhos.Motivos diversos.Hum... mistério!
Mas vieram os Miomas,hereditários,minha mãe já tinha tido,minhas tias,agora minha vez.
Puxa, como trazem problemas!O cabelo cai,a pele se resseca,tinha os calores da menopausa,minha pressão subiu,e eu so com quarenta anos,e  o médico carinhoso e sábio diz:
Não teve filhos até agora,(com cara de lamento pela parideira
que deveria ter sido...)recomendo tirar o útero,você já tem quarenta,é hipertensa,não pretende ter filhos,então tira!
Suspirei,é não pretendia ter mais.
Os sonhos da maternidade cada vez mais distante,só me restava tirar.
Marcamos a data da cirurgia.Dia quatro de dezembro.
Lá fui eu fazer um parto sem filhos.
Uma cesárea mutiladora.Um aperto em meu peito,uma dor,e um filme em minha mente...o do dia da primeira menstruação,em 1970,a emoção da criança de dez anos virando mulher,os sonhos,os modess que usei ao longo da vida,cinto modess,aderente a calcinha,OB,o "carfree",as cólicas...sentiria falta de tudo isso que com afeto aprendi a conviver,afeto pela mulher que me tornara.
Ficaria livre dos miomas e perderia o útero também.
Mas o útero não é cérebro.
O útero é só um órgão de reprodução.
Mas porque doia tanto a idéia de perdê-lo?
Talvez por nem ter usado o meu que era tão perfeito...
Ou por fazer parte do imaginário feminino desde nossa infância,marco da transformação de meninas à mulher,de amadurecimento...
Sim,agora tinha a chance de refletir sobre o papel do útero em minha vida e de todas as mulheres,com certeza ele é o Coração da Mulher...
Coração da mulher,que explode em vida e enche de esperanças nossos dias.Dá a vida.Dá a Luz!
Tirei o meu.A dor da cirurgia é horrìvel.A recuperação lenta, quarenta dias para pensar.Mas,consegui sublimar...aceitando a realidade e me adequando à ela.Não sou infeliz por isso.
Mudança de ciclo,amadurecimento  e expectativas.
A vida sorri sempre para nós mulheres,nos permitindo transformar perdas em ganhos,e hoje meu Coração se enche de alegria ao lembrar que bravamente superei a perda do órgão reprodutor,podendo assim auxiliar tantas mulheres,à entenderem essa passagem.E que apesar de ser o Coração da Mulher, a felicidade não se resume na alegria de ser mãe...
Syl Signoretti
Enviado por Syl Signoretti em 07/02/2006
Reeditado em 07/02/2006
Código do texto: T108931

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Syl Signoretti
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
933 textos (89324 leituras)
76 áudios (9216 audições)
1 e-livros (309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:34)
Syl Signoretti