Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passado na manteiga... Uma delícia! - Não deixe de ler

Pouca gente sabe que um dos meus “hobbies” é cozinhar. Sempre gostei de misturar temperos e fazer alguém de cobaia, para provar meus deliciosos pratos. Outro dia eu estava lendo sobre a culinária do passado e descobri que muitos pratos que hoje fazem sucesso, são pratos que desde 1941 já eram preferidos pelos “gourmets”. O pato com laranja é de 1943, os “escargots a bourguignone” de 1949, o “steak au poivre” de 1955, a vitela “Cordon Bleu” de 1961, macarrão aos quatro queijos de 1970, risoto ao “gorgonzola” de 1976, “spaghetti” com frutos do mar de 1977 e vários outros pratos conhecidos são de décadas passadas. Na realidade o que os “maítres  cusiniers” fazem, é acrescentar alguns ingredientes e mudar o nome do prato. Eu já fiz vários pratos deliciosos usando essa técnica. Contudo, ao acrescentar ou criar algum tempero novo, o cozinheiro tem que ter um paladar apurado. Tempos atrás fiz a picanha no avesso, Fraldinha na mostarda, Camarão no abacaxi, Frango ao vinho puxado no bacon, Frango na cachaça puxado ao queijo, e do frango à “la Kiev”  fiz o Frango na cerveja puxado na manteiga, onde o seu charme é a manteiga que escorre ao ser aberto. Por falar em manteiga, dias atrás recebi um telefonema de uma amiga a 01:00 da manhã, que estava quase em estado de loucura. Comprou um gel a base de menta e abusou na dose, ao aplicá-lo na vagina, para brincar com seu vibrador. Ligou-me aos prantos pedindo por socorro. Depois de ouvi-la, disse a ela que em poucos minutos eu estaria lá. Porem, pra não chegar lá e ficar com cara de babaca sem saber o que fazer, liguei para um ginecologista meu amigo e contei a ele o ocorrido. Ele pensou por alguns minutos e me aconselhou a passar manteiga. Não tive dúvidas! Peguei um tablete de manteiga e fui correndo pra casa de Gisele, minha amiga. Ao chegar, tentei acalmá-la e carinhosamente como se estivesse massageando-a, lambuzei suas entranhas com manteiga até que ela se acalmasse. Se foi efeito da manteiga não sei, mas, que a noite foi ótima... Não tenha dúvidas!



O nome Gisele aqui mencionado é fictício, qualquer semelhança é mera coincidência.
Vincent Benedicto
Enviado por Vincent Benedicto em 08/02/2006
Reeditado em 29/03/2006
Código do texto: T109276
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vincent Benedicto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
477 textos (144383 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:39)
Vincent Benedicto