Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CORDA

-Tio, posso pegar essa corda pra brincar no terreiro?
-Pode, Lauro Vitor, mas, depois, poe no mesmo lugar, ouviu?
Daí a pouco, o garotinho apareceu com as pernas sujas de lama.
Sua prima, que estava lavando o banheiro, disse-lhe:
-Vem cá, que eu vou te dar um banho.
-Eu tenho uma coisa, mas não posso falar.
-Fala, logo, Vitinho.
-Eu estava batendo no pato, com a corda do titio, e o pato entrou no poço.
-E daí?
-A corda foi atrás do pato.
-Continua.
-Eu tentei entrar no poço, pra pegar a corda, e meu pé afundou. Quando eu puxei o meu pé, ele veio vazio.
-É, mesmo?
-Ééééééééé... Aí, eu puxei o outro pé e ele também veio vazio.
-Nossa! Você perdeu suas sandálias novas?
-Nããããããão! Elas boiaram!
-Ainda bem! Mas... E a corda do seu tio, menino?!
-Ficou lá, né!


Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 10/02/2006
Código do texto: T110112

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55245 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:59)
Anna Célia