Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CT1

26.02.06

Inspiração a um Poema/ AS ÁGUAS QUE CORREM
LuliCoutinho/ FranciscoCoimbra

Inspirou-me teu poema!
COMO ÁGUAS QUE CORREM
Sentindo no amor o apelo
PROCURANDO AMAR O MAR?
Tirou-me do chão em desvelo
SENTIR AÍ O BELO APELO
Mudou o sentido, hoje tema.
DESTA SENSAÇÃO NO PELO!

Da tua tarde em flor...
FAZER PALAVRAS COM CALOR
Criei a expectativa do amor
SENTIR O CORAÇÃO A BATER
Segui a estrada, o desejo!
BEIJAR POR DENTRO PRAZER
E nela encontrei o beijo.
ADIVINHAR TUDO NU AMOR!

Na profundidade do amplexo,
MERGULHAR PENA POÉTICA
Provei da fruta a doçura...
MOLHANDO-A NA POESIA...
Ficou o perfume, a mancha escura,
ATÉ ESCREVER ESTE POEMA
Que perpetuou em inegável sabor.
ONDE TRATAMOS SEU TEMA!

Na tua tarde em flor...
FAZER PALAVRAS COM AMOR
Traguei-o em meu seio de afeto
ATÉ EU OBTER O TEU RUBOR
Onde podes desabafar o peito
ENQUANTO ASPIRO MARESIA
Sentir a emoção da vida...
PENETRANDO NA FANTASIA!...
No suave choro do amor.

31/01/06 – 26/02/06
LuliCoutinho - FRANCISCOCOIMBRA

#

as águas que correm
[baseado em imagem...
http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=116037]

como águas que correm
procurando amar o mar?
sentir aí o belo apelo
desta sensação no pelo!

fazer palavras com calor
sentir o coração a bater
beijar por dentro prazer
adivinhar tudo nu amor!

mergulhar pena poética
molhando-a na poesia...
até escrever este poema
onde tratamos seu tema!

fazer palavras com amor
até eu obter o teu rubor
enquanto aspiro maresia
penetrando na fantasia!...


{ConTorno, ConTudo,  Diário - Com Tudo... que irei actualizando}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 26/02/2006
Reeditado em 26/02/2006
Código do texto: T116510
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310491 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:19)
Francisco Coimbra