Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FUNCIONÁRIA

                                                     


    Como em toda repartição, às 08:00 hs começa o expediente.
Às 08:40 hs ela chega, abre a porta bem devagarinho, enfia a cabeça e diz toda sorridente:
- Aaaaaalôôôôôô!... Bom dia, chefe! Bom dia para todos! Vou à cozinha tomar só um cafezinho e já volto. É vapt...vupt. Tem problema? Algum problema?
- Não. - responde o chefe.
Às 09:30 hs...
- Chefe, trouxe um cafezinho para o senhor. Posso dar uma ligadinha? Serei breve.
- Pois, não.
A funcionária desmarcou o seu dentista, combinou com a costureira o dia e a hora de levar uns tecidos, ficou sabendo notícias dos doentes que visita, matou a saudade de sua mãe, com quem não falava desde as 08:00 hs, conferiu os deveres de casa dos filhos, passou o cardápio para a empregada, combinou uma saidinha com o marido à noite, como faz toda sexta-feira, e ligou para um casal amigo convidando-os para saírem com eles.
Às 10:30 hs...
- Chefe, posso ir ao banheiro? Tem problema? Algum problema?
- Não.
Às 11:00 hs...
- Tchau, chefe! Até loguinho para todos! Vou almoçar.
Às 14:00 hs...
- Alô, chefe! Vou me demorar só um pouquinho. Tem problema? Algum problema?
- Tudo bem.
- Mas, é um pouquinho muito. É que hoje é o dia em que visito o hospital. Acho muito bonito este trabalho que faço e não abro mão dele. É prioridade para mim.
- Também, acho bonito, mas não concordo com você. Entendo que a prioridade é aqui, onde você é paga para trabalhar. Eu era Vicentino, na minha comunidade, e deixei porque não tinha tempo de acompanhar os meus colegas na assistência aos nossos irmãos carentes.
- Desculpe, chefe, não soube me expressar. Sei que é muito importante visitar os doentes, mas o senhor está certo.
A Joanita já voltou do almoço, chefe?
- Não.
- Por que?!
- Porque os ônibus pararam de circular logo que vocês foram almoçar.
- Ah! Coitadinho do meu chefe! Está trabalhando sozinho! Juro, pela alma do meu pai que está no céu que, se der tempo, voltarei para ajudar o senhor. Tchauzinho!
Às 17:00 hs...
- Alô, chefe! Sinto muito, mas não vai dar mesmo para eu voltar ao trabalho. Que peninha! O senhor não imagina como o trânsito está in-fer-nal por causa dessa greve chatérrima de ônibus. Infelizmente não posso fazer nada. Agora, só segunda-feira. Tem problema? Algum problema?
 
 
                                                      Anna Célia Dias Curtinhas




Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 18/04/2005
Código do texto: T11820

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55246 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:28)
Anna Célia