Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vestidos Listrados

Quando noiva, eu mesma fiz o enxoval, era costume na época. Comprei, entre outras coisas, uma peça de cretone com listras verdes para fazer o virol e as fronhas. Já o imaginara lindo, aplicações de flores brancas feitas na máquina de costura Elgin Zig-Zag, que conseguira adquirir com meu primeiro ordenado. Só que o tempo ficava cada vez mais escasso, o dia do casamento aproximando... E cadê que eu conseguia fazer o virol?  Solução: fazê-lo depois que passassem as bodas, com mais tempo.
Depois é que não tive tempo mesmo. O almoço, o jantar, arrumar cozinha, ajeitar a casa, lavar a roupa, passá-la... Serviço que considero desgastante e alienante, mas que precisava ser cumprido.
Aí veio a gravidez. Os meses voavam, minhas roupas não mais me serviam. O dinheiro escasso, época de vacas magérrimas! Mas para tudo há saída. Lembrei-me da peça de cretone de listras verdes. Deu para fazer dois vestidos, que usei durante toda a gravidez. Para diferenciá-los um pouco, pus as listras de um vestido na horizontal e as do outro na vertical. Mas eu só saía de casa para ir à Igreja e ao trabalho. A fim de não dar muita vista aos vestidos.
Na terceira gravidez, as finanças resolvidas, abusei das roupas. Comprei batas, vestidos, tudo do bom e do melhor. Enxotei o trauma. Agradeci a Deus as vacas gordas invadindo o meu pasto.


                                                                       


                                                       
fernanda araujo
Enviado por fernanda araujo em 05/03/2006
Reeditado em 21/01/2011
Código do texto: T118923
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fernanda araujo
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1058 textos (204261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:10)
fernanda araujo