Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEU REAL NOME É MULHER


Dia da Mulher... Temos "apenas" 365 dias para homenagear as mulheres...
Osculos e amplexos,
Marciaal

TEU REAL NOME É MULHER
Marcial Salaverry
 
Feita de uma costela de Adão surgiu Eva, a primeira mulher que a história (ou estória?) registra.
Criada por Deus para ser a companheira do homem, que desde sempre julgou ter Eva sido criada para obedece-lo e servi-lo.
O Paraíso em que viviam, transformou-se em trevas, porque ela ousou agir por iniciativa própria, provando do fruto proibido. Mas... Proibido por que? Enfim, era proibido, e ela arcou com as consequências de sua rebeldia.
Posteriormente, teve uma oportunidade para se redimir, e a mulher foi representada por Maria, que dando à luz aquele que traria a Salvação, poderia encontrar a remissão para o chamado Pecado Original, mas outra Maria, a Madalena atrapalhou a purificação da Mulher.
Após marchas e contra marchas, tempos e contratempos, o homem descobriu que a mulher ideal seria a Amélia, chamada de mulher de verdade, subserviente, e em sua submissão total, não tinha a menor vaidade, embora em seu íntimo sonhasse com a igualdade, que não lhe era permitida pela prepotência masculina, que sempre lhe jogava em cara ser a culpada pela perda do Paraíso, e tinha suas contas a pagar.
De repente, não mais que de repente, a mulher decidiu que deveria ser Mulher, e novamente rebelou-se, e foi à luta procurando a igualdade de direitos, que sempre continuaram desiguais, pois das “obrigações domesticas” jamais conseguiu se livrar, e principalmente das dores e problemas da Maternidade.
Mas a Mulher soube superar problemas e contornar obstáculos. Enquadrou as obrigações domésticas, e transformou as dores da Maternidade, em sua maior glória. Uma emoção que homem nenhum jamais conseguirá sentir: SER MÃE.
E a Mulher quis mais, decidiu que a única diferença real que existe entre homem e mulher, é aquela que todos conhecemos, e que deve ser preservada.
Assim, entrou em todos os campos de atividade que antigamente eram exclusividade masculina, seja no campo esportivo, seja no profissional, e até mesmo no pessoal. E mostrando igual ou maior competência. A real qualificação e a qualidade do serviço feito, não é questão de sexo, mas sim, de capacidade pessoal.  Mas a questão salarial ainda é um dos tabus a ser derrubado.
L’Inconnu mandou-me um texto que fala bem do que é SER MULHER:
Quero minha dignidade. Tenho meus ideais! Hoje não sou só esposa ou filha. Sou pai, mãe, arrimo de família. Sou caminhoneira, taxista, piloto de avião, policial feminina, operária em construção. Ao mundo peço licença para atuar onde quiser, pois se meu sobrenome é Competência, meu nome é MULHER.
Este texto mostra bem quais são as idéias e ideais das mulheres, que conquistaram muitas vitórias, mas ainda falta muita coisa a ser conquistada. Elas ainda têm alguma luta pela frente.
Nada tem a provar, pois já mostraram que de tudo são capazes. E o mais importante, é que entraram em atividades ditas masculinas, sem perder a graça e a feminilidade.
Como se diz, carregam pedras, e ainda conseguem ser sedutoras. Haja capacidade.
Como é um dos 365 dias do ano, este é o Dia da Mulher de Verdade (nada a ver com a velha Amélia...). É um dos dias em que devemos render nossas homenagens ao sexo feminino, que apesar de tudo, sempre conseguem ter UM LINDO DIA..
E revogam-se as disposições em contrário.
 
       
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 07/03/2006
Código do texto: T119890
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19865 textos (1963395 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:07)
Marcial Salaverry