Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


PEQUENOS PRAZERES ESQUECIDOS

A felicidade e o prazer estão tão perto de nós, no nosso dia-a-dia, e quase sempre, nos passam despercebidos.

Após algumas noites mal dormidas , o cansaço apossou-se de mim provocando dores pra todo lado, impedido-me a entrega incondicional ao descanso. 

Resolvi entrar debaixo do chuveiro para tentar relaxar e, ao sentir a água morna deslizando e massageando todo meu corpo, tive conquistada a alegria do prazer de um simples banho.

Tomando consciência do momento, pude me permitir sentir o perfume gostoso do xampu acompanhando o trajeto do ar chegando aos meus pulmões.

Nesse instante, percebi o quanto a minha vida e a vida das pessoas deste planeta estão comandadas por pilotos automáticos.

Levantamos cedo, engatamos uma primeira para cumprir um compromisso com alguém e esse alguém se multiplica em muitos “alguéns”, e os compromissos em muitos compromissos.

Olhamos,então, para conferir o relógio, o dia passou.

Toda minha vida foi sempre assim,compromissos traduzidos em mais compromissos, e por algum tempo eu nem sabia se fazia sol, ou se chovia. Eu nem me dava conta de que eu passava pelos dias engolidos pelas obrigações, para mais tarde, ser consumida pela ansiedade.

Nas noites mal dormidas, devorava livros de toda espécie e, quando não tinha mais nada pra fazer, um dicionário e uma bula de remédio já foram também companheiros e refúgio para minhas inquietações.

Parar por um minuto que seja, na frente de um espelho e simplesmente se obervar escovando os dentes, é um presente que qualquer um pode se dar para descansar uma mente fulmegante. Uma alegria minuto que pode fazer toda a diferença no seu dia.

A correria da vida tem nos roubado esses pequenos e agradáveis momentos, tão fundamentalmente necessários à nossa existência no cotidiano.

Descobrir o óbvio me deixou feliz, porque de tão óbvio sempre passou despercebido.

Por isso, amigo, preste atenção nos detalhes desses efêmeros instantes ,quando nenhum pensamento consegue invadir o momento e atrapalhar a viagem.

Aceite o convite para pisar no chão,  sentir  seu corpo e exercitar o seu próprio bem-querer.  

E tenha um bom dia.


Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 07/03/2006
Reeditado em 22/11/2008
Código do texto: T119973

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71836 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:03)
Rosa Berg