Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

DESPERTE !!! Tento abrir os olhos, a claridade ofusca minha visão, e para piorar uma estranha dor se faz presente no meu cartão de visitas, acordei, sinto que mãos sufocam minha garganta, tento sair, luto, mas acabo me rendendo, entrego-me por inteiro e já não faço esforços, permito que as águas salgadas, cristalinas que nascem daqueles que são o portal da minha alma lavem meus rosto, já não me importo, a abstinência da droga chamada amor causa terríveis sensações em qualquer um, afinal, dizem que os brutos também amam, se assim for por sua vez também sofrem.

Tudo está tão claro, e ao mesmo tempo tão escuro, já não tenho mais nada em minhas mãos, um retrato, impresso nas minhas lembranças, de um tempo onde não existia tempo, ordem, regra, existia apenas tempo de amor, de paz, de alegrias, tempo de sonhos e de esperanças, um tempo que pertence a minha pessoa e a você apenas, tempo esse que já não tenho mais aqui, embora eu ainda possa fechar os olhos e sentir o seu perfume, sua essência , a mesma que os anjos exalam.

O vento sussurra em meu ouvido, fala em línguas por mim desconhecidas, sussurra algo que se assemelha mais a um lamento, ele acaricia minha face, de maneira branda, doce, gentil, como se quisesse levar de mim essa saudade, como quisesse levar de mim essa dor.........meus dentes ainda doem.

Denis Duarte
Enviado por Denis Duarte em 20/03/2006
Código do texto: T125858
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Denis Duarte
São Paulo - São Paulo - Brasil
10 textos (596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:53)
Denis Duarte