Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                            Proposta insensata 

                                    Rosa Pena 


Suas dúvidas? Não quero ouvir. Conta apenas as suas certezas ainda que incertas. Deixa que eu curta um pouco mais essas flores que a vida me enviou de surpresa. Não me diga seus segredos, nem eu digo os meus. Não revelamos os nossos negativos em preto- e- branco, nem os nossos coloridos por mais maravilhosos que sejam.
Sem exposição do ontem, sem comparações com o anteontem, sem planejamento para amanhã. Nada de listas de triunfos, muito menos dos fracassos. Nada de chorar os quases que não se completaram, nada de imaginar que agora é sem quase e completo. Apenas pega a chave e abra minhas algemas antigas, tira os espinhos de meus pés e me ensina o atalho que leva os meus seios até a sua boca. Silencio você com eles.
Desligaremos qualquer sistema do planeta e só atenderemos as chamadas de nossos corpos, exceto se for Deus na linha, avisando que chegamos ao final dela.



março de 2006

Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 21/03/2006
Reeditado em 30/09/2008
Código do texto: T126514
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1415512 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:29)
Rosa Pena

Site do Escritor