Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E se chover????

Você planejou um passeio legal com toda a sua família e de repente nada mais que de repente cai aquele pé d'água de encher as ruas por causa dos boeiros entupidos de lixo. O que você faria numa situação dessas com todos determinados a sair, vestidos para tal e cheios de planos na cabeça para se divertirem?

Comigo aconteceu isso, galera! Tudo premeditado, planos traçados para levar os meus em um shopping bem diversificado, divertido até porque era véspera do aniversário da minha mãe que no domingo completaria 73 anos de existência e eu como sua única filha a queria fazer feliz, afinal era seu dia e nesse dia a aniversariante não pede, manda. Então eu estava toda eufórica querendo fazer como sempre o melhor para todos e ai...começou a minha maratona...como não podia mais sair parei um pouco e pensei..Ótima oportunidade para unir pais, filha, genro e os quatro netinhos numa só intenção, afinal é uma demonstração de amor, uma maneira de ficar próxima deles, estabelecendo um contato físico maior e sei que irão levar esse dia na mente pelo resto de suas vidas.

Comecei a fazer brincadeiras com eles, achando muito importante para o desenvolvimento de todos.

Além disso, pensei eu que a brincadeira poderia desenvolver a criatividade, a capacidade de lidar com regras e muitas outras habilidades. Brincar é uma forma de dar amor e receber. Fiquei surpresa ao descobrir que meus filhos são mais do que umas bênçãos em nossas vidas.

             ..."Vejam só"...

...O passeio aliás, entusiasmou muito a todos, todos estavam felizes, sorriam e diziam mãe não esquenta a cabeça ficar em casa num dia chuvoso como o de hoje que a gente não esperava também é um programa diferente. Vai ser legal, a senhora vai ver! As crianças se satisfazem com uma simples quebra de rotina, isto é me passando uma felicidade sem par.

                 Logo imaginei...
 
...Quanta preocupação a minha com a chuva, o passeio, com as pizzas que eles iriam comer, os refrigerantes que iriam beber e eles nem fazendo questão de viajar para a Disney, como eu poderia imaginar! O melhor programa estava ali diante dos meus próprios olhos o melhor programa: barato, democrático e agradável pois era a minha família.

   Bastou um momento de distração da minha parte e quando eu dei por conta meus filhos rolavam com o pai pelas poltronas e chão sem que eu pudesse assim perceber quem era mais criança.

   E a chuva continuava a cair lá fora, as ruas transbordavam seus bueiros e rios(valões).
   Outro cuidado que eu tive foi com a alimentação o que dar de comer agora já que esperavam o melhor da tarde e de nós os pais em suas guloseimas. Para quem pretendia passar a tarde fora os planos estavam todos feitos, certo?

   Ah! E eu que não perdi o pic! Fui direto para a cozinha arregacei as mangas e mãos-a-obra ao que a criançada mais gosta HOT AU! AU!(cachorro quente) com tudo o que eles tinham de direito naquele dia e só de eu anunciar o cardápio já estavam salivando e comendo com os olhos como toda criança normal.

   Então, com muito carinho e respeito pedi a todos inclusive ao paizão que fossem tomar seus banhos a sorte é que aqui em casa temos cinco banheiros e somos o total de oito, sobrando três eles ficaram esperando os demais e tudo dando certo voltaram limpinhos como gente normais ao nosso convívio.

   Fiquei atenta às atitudes de todos e de repente alguém me pediu: Mãe, posso ligar o som?  E eu respondi só se for com o fone de ouvido, serve? Porque a vovó não aguenta mais barulho na cabecinha dela, entenderam? Sairam de fininho me olhando com olhar de reprovação e pescocinhos de porcelana mas bem educados como são me atenderam.

                 E a festa continua...

...enquanto o hot-dog ficava pronto para o nosso piquenique particular...

   Nesse momento dei regras: pedestres não podem transitar na minha área de trabalho, tá? Vamos respeitar os limites de velocidade porque aqui na cozinha o sinal está fechado para vocês. Se continuarem a correria estarão sujeitos a multas nos cachorros quentes, entenderam?

                 ...Vocês sabiam...

  Na minha casa a oração é primordial, ninguém fica sem orar, tudo que Deus nos proporciona é motivo para agradecimento. Principalmente que naquele dia tinha motivos de sobra para tal procedimento. A minha caçula-temporão de oito aninhos essa que está no lugar da minha foto, na minha escrivaninha do Recanto das Letras. Pois muito bem como eu ia dizendo a minha caçula começou a arrumar a mesa para uma rápida e divertida alimentação. Digo rápida porque naquela tarde o tempo passaria rápido e tínhamos muitas outras atividades para fazer.

  Como de costume arrumei tudo, tampei até porque oraríamos sobre, as crianças como de costume tiraram par ou ímpar para saber quem iniciaria a oração e assim fora feito. saiu para a minha menina mais velha a de onze aninhos e ai...

                     ...Para a nossa surpresa!!!...

Minha filhinha começou a orar e agradecer: Meu Deus estamos entrando em sua presença para agradecer de coração pelos nossos pais e eu subitamente me espantei com o que veio depois, continuei séria e ouvindo, é claro! E a oração continua...Aposto que nossos pais com a chegada da chuva acharam que nós iríamos ficar tristes com eles por não poderem nos levar ao shopping até por ser véspera do aniversário de nossa avó. Qual nada! Até gostamos depois porque nossa mãe foi bastante criativa e depois nossos pais quase não têem tempo para estarem conosco devido aos seus afazeres. Hoje caimos de cabeça nessa alegria e se o Senhor puder inventar mais uns dias como esse a gente só irá lhe agradecer, tá? Dê mais saúde para a mamãe para que ela tenha mais criatividade e paciência conosco que nosso pai role mais no chão conosco, que a nossa vó viva muitos anos ainda e nos veja ficar grandes. E por último Papai-do-Céu abençoe esse lanche que a gente vai se deliciar daqui a pouquinho!

 Logo depois ela passou a vez para mim que eu emocionada e manteiga derretida como sempre não consegui falar nada, mantive-me calada e meu querido Ninho(meu esposo Albino) sentindo o drama assumiu dizendo: Meu Deus! E para finalizar eu lhe agradeço mesmo acreditando não ser merecedor dessa doce família que o Senhor me colocou nas mãos como presente.
Que eles fiquem sempre felizes fazendo do pouco o muito em suas respectivas vidas. Que continuemos tendo um diálogo franco, união, amor, carinho uns pelos outros e que meus filhos tenham muita saúde assim como todos nós.
 
 Lição que eu tirei de toda essa aventura dentro de casa em uma tarde chuvosa.

 Com meu amor, determinação e objetivos eu sonhei e pedi a Deus uma família unida como essa que Deus me deu fazendo assim meu sonhos transformarem-se em uma linda realidade.

                 CONCLUSÂO:


 Fiz ainda um bolo pão-de-ló simples para a minha mãe que na verdade além de aniversariante, matriarca foi o pivô de todo o desenrolar dessa história bonita, fritei ainda uns pasteizinhos que o Ninho fez e que se encontravam no freezer prontinhos só para assar e deglutir, dividimos dois litros de Coca-Cola que é presença constante em nosso lar e de quebra os adultos comeram um empadão de legumes feito por mim e assado também por mim.
 
                E de quebra para finalizar...


 Meu paizinho de 74 anos que a tudo assistia no cantinho dele quietinho de repente soltou a voz e falou: Sabe, gente! Nós fazemos um plano mas Deus com certeza faz outro rapidinho. Quem sabe não era para nós saírmos hoje e Ele em sua infinita misericórdia nos deu o livramento, hein? Mais um aprendizado que eu levo dessa vida quando eu já imaginava que tudo já tinha visto ou sabia. Aprendi que o planejamento das coisas quando têem que dar certo ou errado pertence a Deus. Então muito obrigada Senhor por mais essa!

 Minha mãe foi para a casinha dela que fica embaixo da minha toda sorridente, feliz mesmo eu que conheço minha mãe muito bem pude ver isso em seus olhos.


  Quanto a chuva! Ah! essa caiu a noite inteira só para embalar nossos sonhos e nos fazer despertar para um novo dia com a certeza do dever a cumprir por mais um dia e o melhor juntos, sempre juntos aos nossos até a hora que Deus determinar.



 

Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 06/04/2006
Código do texto: T134533
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:15)