Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Feliz Páscoa
Guida Linhares

Era um homem que vivia só num fim de mundo na companhia de uma cadela chamada Sorte. Havia ganhado a Sorte de seu pai, que resolveu viajar para longe deixando
o homem sózinho, cuidando da sua sorte.
Era um homem estudado e culto, com muitos atributos e potencialidades, mas a sorte tinha se afastado dele, quando perdeu seu emprego e ficou completamente desorientado e doente de tanta preocupação com uma sorte tão sem sorte. Ainda bem que tinha a companhia da Sorte que assim não ficava tão sózinho, pensando em sua triste sorte.
Quis o destino que este homem ganhasse um computador, numa daquelas rifas da sorte, e descobriu um mundo em expansão, através da janela netiana, e por uma daquelas coisas da sorte, conseguiu custear as despesas da conexão net...eta sorte grande!!!
E ele então principiou tímidamente a escrever aqui e acolá e descobriu por sorte, que tinha jeito pra coisa e começou a investir nesta grande sorte, sob olhar atento da Sorte, que abanava o rabo alegrando o seu dono. Eram companheiros inseparáveis ele e a Sorte.
E assim por sorte, ele foi ficando conhecido e um dia uma alma generosa resolveu patrocinar um livro com os textos do homem, que tendo pensado que perdeu a sorte, de repente viu-se diante da sorte grande, que o sonho de todo escritor é ver seu livro publicado. Contou todo contente pra Sorte e esta roçou carinhosamente os seus joelhos e aconchegou a sua cabeça com os olhinhos brilhantes, como a dizer: - que sorte que tenho você...para ela a sorte era que seu dono tivesse falado com ela tão alegrinho.
O homem sortudo olhou na folhinha e se deu conta de que era domingo de Páscoa. Com um pouquinho de sorte encontraria a padaria aberta e compraria um chocolatinho pra dividir sua sorte com a Sorte, que tinha sempre olhos amorosos para com ele, mesmo quando ele brigava com a Sorte por causa do seu mau humor com a sua antes triste sorte.
Saiu correndo da casa, e por pura sorte comprou dois Bis e depois de ter dividido com a Sorte, foi pescar no rio que passa por debaixo de seu doce lar, ricamente emoldurado por chorões e ypês rosas, onde a Sorte se sentiu tão bem acomodada, ao lado do seu dono que teve a sorte de ter uma Páscoa plena de alegria e felicidade, porque alguém de muito longe apostou no seu talento e versatilidade...e assim é a sorte de quem tem sorte....de repente uma varinha mágica aparece e muda tudo, numa divina mágica!

< Baú de Recordações 2006 >

<><><>
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 16/04/2006
Reeditado em 05/04/2015
Código do texto: T140231
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Guida Linhares www.guidalinhares.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:53)
Guida Linhares

Site do Escritor