Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO DIRIA LEILA (você sou eu que me vou no sumidouro do espelho)

MEU CATAVENTO tem dentro o que há do lado de fora do seu girassol.
Eu com o meu rock’n roll, você vem de bossa, alma nova como sempre...
Eu apareço com o Oficina & você vendo filme de arte, atenta a tudo entre uma receita & outra de como ser & estar & permanecer.
Perdi-me em promessas & na pressa esqueci de dizer que não se prende só pelo estômago, mas pela cabeça. Sorrimos à beça enquanto eu me virava em poesia, você se perdia em alegria com o simples da vida.
Cada lida traz seu preço: nosso começo é sempre meio assim, eu curumim, você de viés, sorrindo pra mim. Eu tenho esse jeito desleixado & você organizada - na sua praia você sabe onde quebra a onda & onde se guarda um afeto.
Eu sou gato de subúrbio, ator desempregado, você é litorânea, de um lado musa, de outro também, mas ninguém sabe bem como começaram os dias de sol.
Você, toda blue & eu assim, meio vermelho.
Você sou eu que me vou no sumidouro do espelho.


Wallace Puosso

LEIA MAIS SOBRE O AUTOR:
http://celebreiros.zip.net
Wallace Puosso
Enviado por Wallace Puosso em 17/04/2006
Reeditado em 13/04/2009
Código do texto: T140684

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wallace Puosso
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
42 textos (1362 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:27)
Wallace Puosso