Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ATMOSFERA

 Antigamente, os rapazes do interior iam longe atrás das moças casadoiras. Não é como hoje, nas cidades grandes, que eles as encontram nos calçadões fazendo cooper, nos barzinhos, nas academias, nas praias, nos shoppings...
Domingo era dia de acordar cedo, escovar o cavalo, tomar banho, vestir um  terno de linho branco e sair em busca de suas futuras esposas.
Num domingo desses, Odílio e seu irmão foram à fazenda do seu Teobaldo.
- Bom dia! Como vai o senhor?
- Bom dia, rapazes! Vou bem, às minhas custas!
Percebendo a intenção dos jovens, o chefe da família gritou:
- Mulher, temos visitas! Chame a Tininha e a Lalinha!
Suas filhas estavam na idade de se casarem. Eram duas moças lindas. Os dois ficaram encantados.
Chegou a hora do almoço e todos se fartaram com a comida deliciosa. A dona da casa fazia questão de dizer, a toda hora, que as meninas tinham lhe ajudado e que o pudim de coco elas o fizeram sozinhas.
Depois do almoço, Odílio e o fazendeiro sentaram-se na varanda. Pertinho deles havia uma jaqueira enorme, carregadinha de frutos até o chão.
- Que coisa mais linda! – pensou o rapaz, olhando para a árvore frondosa.
Seu Teobaldo, fazendo um esforço tremendo para ser simpático, olhou para o céu e disse:
- É, meu rapaz, a atmosfera hoje está muito carregada, não é mesmo?
O jovem, querendo agradar, perguntou:
- Por quanto o senhor vende cada atmosfera dessa?
 O homem ficou sério, mordeu os lábios e não disse mais nenhuma palavra. Mudou completamente o humor, que já não era bom.
- Será que falei alguma coisa que ele não gostou? Eu hem! Que homem mais esquisito!  - pensava o pretendente já fazendo sinal para o seu irmão, que estava no maior papo com as garotas  na sala.
No caminho de casa...
- É mano, perdemos a nossa viagem. No próximo domingo vamos ter que virar a boca da égua pra fazenda do seu Cristovão.
- Por que? O que aconteceu? Gostei tanto das meninas! São bonitas, simpáticas, prendadas... Viu só o que a mãe delas falou na hora do almoço? São as esposas que estamos procurando.
- O negócio é o pai delas.
- O que ele fez com você?
- Nada, mas cho que o velho não regula bem da cabeça.


Anna Célia Dias Curtinhas




Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 11/01/2005
Código do texto: T1412

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55058 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 05:19)
Anna Célia