Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pombos no telhado....

Vejo pombos de minha janela.... pombos que voam e dançam.... andam e pulam sobre o telhado do prédio vizinho ao meu... faz-me lembrar telhados das velhas casas da Itália... aquelas do tempo medieval... telhados em forma de chalé, rústicos e envelhecidos... mas que despertam o meu olhar para eles....

O que mais impressiona nessa cena é a leveza dos pombos que ficam por cima deles.... pulando de nível em nível de telha... ali, um pombo macho corteja sua fêmea, emitindo um som meio estranho, na esperança e desejo de conquistá-la... enquanto a pomba fêmea fica de lá para cá, saltitando e batendo as asas, fazendo como que um charme para o seu pombo cortejador...

Outros pombos ficam a ver a peleja daquele pombo pela sua fêmea.... ou quem sabe a pomba não é a que corteja o macho e não ele a ela.... talvez não ocorra na mesma ordem humana as coisas no reino animal, ou não necessariamente humana, pois as coisas aqui nesse reino tem invertido bastante os seus papéis....

E ficam eles a se espreitarem... pernas, pescoço e todo o corpo.. é uma conquista aos poucos... lenta, mas que vai surtindo efeito...

E ficam eles em cima daquele telhado envelhecido, em bando, pequeno, mas em grupo.... talvez isso os identifica como um bando de pombos...

Penso na sutileza e leveza de seus corpos... faz-me imaginar milhares de loucuras que não me são possíveis.... somente a eles próprios....

E pulam
e andam....
E comem
e descansam...
E dormem
e amam-se...

E assim ficam eles... leves e livres...
E assim vão-se eles voando em grupo rumo a outros lugares, outras paragens... outros telhados... iguais a esses... diferentes desses.... outros telhados envelhecidos....
André Ícarus
Enviado por André Ícarus em 24/04/2006
Código do texto: T144507
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Ícarus
Recife - Pernambuco - Brasil, 38 anos
197 textos (20703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:44)
André Ícarus