Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENÃO, SENÃO...

O pai de Dulce, a amiga mais doce que encontrei na igreja, quando chegava ao açougue, dizia em alta voz:
-Seu Manoel, vê aí três quilos de alcatra bem macia, senão, senão...
Prontamente ele era atendido.
Na semana seguinte.
-Pese dois quilos de carne de porco sem gordura, senão, senão...
E o homem passava na frente dos outros fregueses, de novo.
Certo dia, o açougueiro esperou-o fazer seu pedido e, em seguida, perguntou-lhe:
-Senão, senão o quê, hem seu Átilas?
-Senão, eu não levo, oras bolas.




Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 26/04/2006
Reeditado em 26/04/2006
Código do texto: T145576

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55236 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:13)
Anna Célia