Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diferente por um dia!

Hoje acordei totalmente boba. Sabe aqueles dias em que você acorda achando que tudo é lindo e maravilhoso. Pois é, caí justamente em um desses dias. Que tropeção.

Pra começar - no rádio tocava uma música totalmente brega, daquelas que o cara com dor de cotovelo ouve tomando aquele aperitivo. Pois é, e eu ali, no meio da cozinha preparando o café e cantarolando o brega dos bregas. Mas tudo bem, eu estava adorando.

Lá do quarto vinha o som de uma voz dizendo: “você tá ouvindo isso?”
Mas todo mundo um dia acorda se sentindo diferente, e às vezes fazemos coisas que no nosso estado normal não faríamos. Mas eu estava me sentindo bem.

- Quem pode compreender? Eu ,definitivamente, não quero.  E dispenso qualquer opinião sobre o meu estado de felicidade, mesmo que ele tenha uma trilha sonora duvidosa. (Até que eu não acho tanto).

E o pior é que eu, conscientemente, sabia de toda a música, claro que na minha versão e no meu “arranjo” musical ela pareceu menos brega.
Quanta besteira isso, não é?  - Eu aqui escrevendo sobre o inicio do meu dia e das minhas idiotices. Mas quem se importa com isso.

Tem dias que é necessário nos sentirmos meio diferentes do normal e fazer coisas fora do nosso padrão, romper as barreiras e atravessar por trilhas que , normalmente, nos assustariam.

Então é isso, temos que aprender a viver as coisas mais idiotas e tolas do dia a dia. Provar do que não agrada e até mesmo,por um dia apenas, se sentir diferente do normal.
Ana Clea Bezerra de Abreu
Enviado por Ana Clea Bezerra de Abreu em 28/04/2006
Reeditado em 28/04/2006
Código do texto: T146735
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Clea Bezerra de Abreu
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 39 anos
49 textos (3783 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:40)
Ana Clea Bezerra de Abreu