Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sabrina

Estava uma noite fria e chuvosa quando Sabrina olhou pela janela e pensou  pela primeira vez no que era sua vida...
Olhou as gotículas de água que escorriam pelo vidro meio embaçado pela sua respiração ofegante e uma lágrima escorreu de seus olhos.
Sua vida nunca fora fácil e nesse momento, ela realmente estava percebendo isso.
Observou suas roupas de trabalho em cima da cama do pequeno quarto e percebeu que já eram 7 da noite,horário em que já deveria estar se arrumando.
Olhou fixamente peça por peça.A saia minúscula,na qual nem ela entendia direito como lhe servia, o Top de oncinha e as incríveis botas salto 15 que estavam no pé da cama.Sentiu um nó na garganta ao pensar no que a esperava e no que já havia feito por dinheiro.Observou-se no espelho e falou:
-Sabrina, por quê??
Ela era linda, dentre todas as moças,a que fazia mais sucesso.Cabelos longos e negros,a pele branca e impecavelmente cremosa, uma silhueta bem desenhada, um rosto raro, olhos exóticos e uma boca sensual.Os homens quando a viam não tinham olhos para nenhuma outra.Era ela e prontoNaquele momento, Sabrina pensou em como seria se ela tivesse outra vida, mas no mesmo instante, pensou que não saberia viver sem tudo aquilo, e então lentamente enxugou sua lágrimas e quando seu rosto perfeito estava completamente seco, maquiou-se como sempre, vestiu seu "uniforme" de trabalho e depois de tudo ao olhar-se novamente no espelho, não se viu mais alí.Sentiu uma imensa vontade de se jogar na cama e chorar, mas  não podia. Sua maquiagem borraria e seria horrível ter que fazer aquilo tudo novamente.Penteou seus cabelos e voltou á janela que ainda estava molhada.Viu que algumas de suas companheiras de trabalho já não estavam mais alí enquanto outras sorriam animadas embaixo de grandes guardas-chuvas esperando anciosamente pelo primeiro pagamento da noite.Tudo aquilo a enojava.
Foi até o espelho,olhou-se novamente e procurando-se embaixo de toda aquela falsidade que a envolvia por inteira falou em voz alta:
-Um dia serei feliz...Minha vida vai melhorar!
Saiu caminhando lentamente ao seu destino. Refletiu sobre o que havia falado e então sorriu e pensou: "Quem sabe um dia?"
Deia Tumenas
Enviado por Deia Tumenas em 29/04/2006
Código do texto: T147508

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deia Tumenas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
217 textos (16392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:20)
Deia Tumenas