Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu nome ,haicais & outras considerações...

02/05/2006 13h08
Clivane?Cleivane?Cleovane? Clevania? Senhor?...Não,senhorita!Clevane...
Adoro essa foto do Senhor Clevane...rsss...mas é dos anos setenta...Superfeminina,com nome idem,como é que endereçavam-me correspondência para o Sr.Clevane,apenas por ser meu nome diferente?

><***><

Carlos Assis escreveu-me:
"engraçado
este nome não me é estranho
devo ter ouvido num filme
belo apelido para uma mulher
diz muitas coisas
em português não teria uma significação tão completa
talvez Esperança( ou Hope em ingles)
seria um termo similar , mas explicar isto não é facil

não tenho nada no kakinet
na verdade escrevo em poucos lugares

não escrevo muitos haikais
acho que um ocidental
não tem a capacidade para "sentir"
toda a intensidade
de um haikai

mas escrevi mais de uma centena
"meio haikais" ou "falsos haikais"
estão por todo o canto
depois mando alguns para você

abraços
assis"
(----- Original Message -----
From: Clevane Pessoa
To: Assis
Sent: Tuesday, May 02, 2006 11:52 AM
Subject: Re: Poetrix de Carlos Assis)


Respondi-lhe:

Assis;saborosa resposta!Adorei seu divagar...

1)O endereço para vc colocar,nesse antigo site,especializado,alguns haicais,é:
www.kakinet.com/grafitti
Vc mesmo posta,sem problemas.Eles avisam a entrada,depois de analisarem, presumo  ...

2)"Haruko / Clevane":
Acompanhe uma croniqueta que farei agora,sobre isso;

Em japonês,Haru é primavera,Haruko,o nome feminino .quando os missionários deram o nome de Maria a convertidas,era "Mariko".A personagem de "Xogum,A saga do japão",de James Clavell,tem esse prenome...
Clevane- eu seria Cleber...Naquele tempo,não usavam ultrassonografia.O desejado primogênito de papai,nasceu menina.Eu.E ele rascunhou vamos nomes femininos com"Cle".Saiu Clevane.Cresci sem ver outra.

Mamãe,no sul de Minas,dedicada à enfermagem,era parteira.Nasciam crianças e ou colocavam nas garotas,Terezinha,seu nome,ou o meu,o de minha irmã .Umas poucas Clevane e Cleone que jamais encontrei face a face,depois que cresci.

Uma de minhas amigas do segundo grau,em Itajubá,chamava-se Ana Cley.Combinamos dar às filhas que tivéssemos,o nome da outra.Somente nos nasceram dois garotos...Ambas poetisas,éramos chegada,parecidas.
Por causa de concursos de poesia vencidos por uma ou outra,nos contatamos,anos depois.
Ela revelou-me que sua irmã tinha uma filha dentista, moradora em S.Paulo,à qual chamara Clevane.
A essas alturas, eu já fôra à Internet.Há uma americana,com prenome começado por "C",e sobrenome Levane.Então o nick fica "Clevane@"...Vi,no Google,site de busca, uma "pobre viúva" em mil oitocentos e não sei o quê,com sobrenome Clevane.Há uma fazendeira e ainda uma pessoa que fez concurso para os Correios.E...uma garota de programa...Há pouco tempo,recebi o recado de uma Clevane Cristina,em cujo e-mail há a palavra "Cleca"-e mamãe chamava-me, às vezes,assim,a brincar.

O engraçado é que,apesar do final feminino ("ane"),quando fui repórter,recebia inúmeros envelopes ao "Senhor Clevane".
À época da minissaia,fiz uma crônica sobre pernas de fora, na extinta revista "O Lince",de Juiz de Fora (do saudoso Jesus de Oliveira,velho jornalista que me dava todas as colheres de chá que eu precisava para colaborar na revista ) e um desembargador de Fortaleza(Ce) (*) escreveu-me,de homem para homem...Eu respondi em folha de carta cor-de-rosa,disse-me garota,senhorita...E ele passou a manter respeitosa correspondência comigo e enviar-me suas aquarelas e sonetos.Num dizia:

"Tu és Haruko,a primavera,o sonho
-e eu sou o Outono frígido e tristonho,
reunindo os sonhos que deixei dispersos(...)"

Chamam-me de Cleivane,Clivane,Clevania,Cleovane,Clévane,Cleváne(no nordeste,"e"e "a" bem abertos),Cleovania e por aí vai...Respondo a todos:até explicar...

Mas vc deve estar cansado dessas falação...rsss...

Um abraço:
Clevane


Post scriptum:

(*)Falo de Santiago Vasques Filho,que morara em Juiz de Fora e morava então,na capital do Ceará.Mandava cartas longuíssimas e saborosas.Numa,comentou minha trova:

Sobe o morro o caixãozinho
levando o recém -nascido...
Morreu sem nenhum carinho,
volta ao céu sem ter vivido...

Ele comentou que "via" a cena:o féretro subindo o chamado "Morro da Glória",em direção à belíssima Igreja de mesmo nome,ao lado do cemitério que,ao ser pintado por Carlos Bracher,em traços impressionistas,deu-lhe o Prêmio de Viagem ao estrangeiro...E lá se foi o Carlinhos, para a fama e reconhecimento...

Obs:Apesar de morar em Belo Horizonte e haver nascido no Rio Grande do Norte,representar a ALPAS XXI,de Cruz Alta,RS,como Delegada,falo muito de Juiz de Fora,Minas...pois lá,militei na Imprensa ,nos Anos de Chumbo...





Clevane

Publicado por clevane pessoa de araújo em 01/05/2006 às 13h55
Seja o primeiro a comentar este texto
Indique esta leitura para amigos

Copyright© 2005 by ClevanePessoa. Todos os direitos reservados.
Criado e hospedado por Recanto das Letras:

www.clevanepessoa.net

Visite-me no
www.recantodasletras.com.br
(letra"c",Clevane)
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 03/05/2006
Reeditado em 04/04/2011
Código do texto: T149345

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176717 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:10)
clevane pessoa de araújo lopes