Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DUAS SURPRESAS

DUAS SURPRESAS

Mário Osny Rosa

Carlos era um trabalhador, trabalhava na construção civil, morava numa casinha num bairro da periferia.
O que ganhava mal dava para come, comprar remédios e algumas roupas de vez enquanto, era mesmo um sonhador. Diz um ditado popular: “quem sonha um dia realiza seu sonho”. Carlos tentava a sorte de várias maneiras, apostava um real na lotomania, cinqüenta centavos na raspadinha. Nunca acertava nada, nem para tirar aquilo que apostava, mas continuava tentando a sorte. Certo dia falou para a mulher:
- Eu não tenho sorte no jogo, não ganho nem o prêmio mínimo das apostas que faço, sou realmente um azarado.
Sua mulher Clarice responde:
- Pode mesmo, que você seja um azarado, nem no teu emprego recebes um aumento, por mais de um ano, o que realmente está acontecendo?
- Claro que isso é verdade, mas na semana passada me chamaram ao escritório e fizeram uma entrevista comigo, alguém pode estar se aposentando, acho que alguma novidade ai aparecer poderei ser um chefe de obras, quem sabe para fiscalizar a entrega de materiais, vamos ver o que vai acontecer?
- Espero que seja essa a sua melhor sorte do que, daquela de apostar toda a semana na lotomania e nas raspadinhas.
Na semana seguinte, Carlos novamente foi chamado ao escritório da empresa construtora, lá chegando o chefe lhe falou:
- Ontem a diretoria da empresa esteve reunida e tomou a deliberação de promover você a chefe do almoxarifado, e com isso melhorar a sua remuneração, tudo isso pela sua dedicação, responsabilidade e seriedade em nossa empresa.
Carlos nesse momento quase subiu as nuvens, nunca esperava assumir o cargo de chefe do almoxarifado, esse seria a maior noticia, que daria a sua esposa Clarice, à noite quando chega em casa beija a esposa e disse:
- Tenho uma boa noticia para você meu amor.
- Que noticia é essa? Acertou a aposta da lotomania?
- Não acertei, nessa eu sou azarado.
- Mas qual foi, não me deixe aflita com isso diga logo.
- Hoje o chefe do departamento pessoal me chamou novamente no escritório, comunicando a minha promoção a chefe do almoxarifado.
- Então vai melhorar o seu salário? Será uma lotomania continuada.
- Claro que sim.
Depois dessa rápida conversa Clarice que já tinha o jantar preparado disse para Carlos vamos jantar, continuando falou:
- Eu também tenho uma noticia para dar a você nessa noite.
- Qual é essa noticia?
- Muito melhor que a sua.
- Como, melhor que a minha não pode ser?
Clarice relata que tinha marcado uma consulta com sua média ginecologista na semana anterior:
- Mas você não estava doente fala para Clarice
- Posso estar doente de uma doença transitória.
- Mas, como transitória.
- Hoje fui ao consultório, da médica, e relatei o que sentia, depois de fazer um acurado exame a medica anuncia que a mesma estava grávida de dois meses, essa é noticia que tenho para você nessa noite.
Carlos ficou vermelho mudo nem sabia o que dizer para Clarice naquele momento de euforia:
- O que aconteceu Carlos ficou mudo nem fala nada parece que não gostou da noticia, quer ser papai ou não quer?
- Você nunca me falou que estava grávida.
- Não falei porque estava em duvida, logo não queria criar um clima de euforia antes de ter certeza da gravidez.
Carlos agora mais calmo depois de passar aquele choque inesperado, nunca imaginara ser aquela a surpresa de Clarice, depois do jantar foram assistir à novela das vinte horas e, para a surpresa do casal o episódio daquela noite era idêntico o que tinha acontecido pouco antes e Carlos fala:
- Olha bem Clarice a novela é igual, o que aconteceu hoje aqui em casa.
- Parece que copiaram a mesma cena.
Naquela noite o casal festejou a viagem que tinha começado há dois meses e logo começaram a planejar como seria a chegada do primeiro filho(a). Esse será o assunto para a próxima Crônica.

São José/SC, 27 de abril de 2.006.
morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br
 
Asor
Enviado por Asor em 03/05/2006
Código do texto: T149558
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36866 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:24)
Asor