Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DOR ENSINA GEMER, CHORAR, VOTAR...


Eu achei a maior graça. Estou rindo até agora... Imagino a cara do mundo tentando se esconder de si mesma: aquele discurso lindo a respeito de uma das mais belas virtudes da democracia... O milagre de um homem do povo poder ocupar o lugar mais alto... Um exemplar autêntico da verdadeira essência de um povo encerrado numa etnia, numa casta, numa cultura e oprimido, sem voz nem vez, finalmente chegar lá.
E a Esquerda Mundial? O que era para ser mais uma jóia na sua coroa parece agora um cocô no canto da sala... A nossa tupiniquim nem acredita no tamanho dela, mas, por questão de “coerência ideológica”, alguns de seus representantes em evidência, avalizam o ato de “soberania” do companheiro, ex-plantador de coca.
O nosso profeta maior já havia anunciado que nem os grandes da ciência política arriscariam prognósticos... Sábio ele? O que falta de fato é alguém que o lembre de que o seu amigo andino está fazendo festa com dinheiro que não é seu e fazendo o nosso povo livre de refém da sua acefalia, tão notável que basta meia dúzia de ações inteligentes no campo do comércio e do direito internacional para afundarmos a nação dele no caos e na miséria, mas nós não o faremos, não pelo nosso governo sem rumo ou preocupado em “dourar o monte no canto da sala”; a nação Boliviana é feita de seres humanos e nós não nascemos com espírito imperialista e desumano, vamos saber olhar mais para longe e termos paciência, logo a dor ensinará o povo a gemer e procurar outra liderança mais inteligente.
Aos demais simpatizantes e postulantes a nossos representantes, lembra-los que não achamos graça nenhuma de nenhuma corrente ideológica que avalize um acéfalo de esquerda a meter a mão no que é economia do nosso povo; que pense que hoje a nossa boa educação hospitaleira começa a ficar preocupada com quem estamos recebendo em nossa sala de estar para fazer circo com o nosso povo e depois dar-nos uma rasteira...
De qualquer modo, que isso sirva para botarmos alguns pingos nos is: o regime do voto nem sempre elege boa gente. Se só tivermos tranqueiras no posto mais alto dos partidos políticos, por força de propaganda, acabam sendo eleitos.  Devemos gritar com todas as forças para que os partidos nos apresentem o melhor de seus homens.
O receio é que tudo fique como está. Eles não têm o menor pudor, mas eu e outros tantos brasileiros vamos saber e nos envergonharmos com a realidade dos nossos partidos políticos.
Se ele não tem, nós temos vergonha de vermos tantos candidatos pousando de “os melhores homens do mundo” enquanto  se servem do crime organizado, enquanto organizam crimes e assaltam o erário público a bem de plantarem na mente da população a sua cara de bom moço(a) via mídia.
A dor ensina a gemer... Há muita gente gemendo, logo aprenderemos outras lições...

Chico Steffanello
Enviado por Chico Steffanello em 03/05/2006
Código do texto: T149874

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chico Steffanello
Sinop - Mato Grosso - Brasil, 58 anos
246 textos (31018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:51)
Chico Steffanello