Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parágrafos Longos

28/04/06

Criação Literária 1.
Parágrafo Longo 1:
Na maioria dos parágrafos sempre há sujeito, podendo ser do caso reto, indeterminado, oculto, simples ou composto, às vezes com complementos nominais; verbo: intransitivo, transitivo direto e/ou indireto e seus respectivos objetos diretos ou indiretos e complemento verbal, às vezes os verbos são de ligação, exigindo-se aí um predicativo. As orações podem ser verbais ou nominais. Verbais quando nelas há um verbo transitivo ou intransitivo e nominais quando trazem um verbo de ligação seguido do predicativo. Não podemos esquecer a pontuação: vírgulas, pontos-e-vírgulas, ponto final, ponto de exclamação, ponto de interrogação, o que muitas vezes deixam os estudantes e até mesmos os escritores de cabelo em pé, dada a dificuldade de saber em que momento se deve usar a pontuação correta, no momento certo. O uso da vírgula não é tão fácil como a maioria pensa. Regra geral é que não se pode separar com vírgula o sujeito do predicado e os objetos do verbo. Por fim, as reticências que têm a finalidade de indeterminar ou ampliar o assunto ao entendimento do leitor dentro do contexto do assunto tratado, dando a idéia de infinitude. A travessão parece tão insignificante traço, mas tem a função de demonstrar conversações presentes ou uma entrevista para um possível emprego. Para que se tenha um bom êxito profissional, é necessário falar e escrever o idioma corretamente. Um bom exercício para aperfeiçoar a linguagem é fazer boas leituras, escrever crônicas, cartas, artigos ou poesias e fazer palavras cruzadas. Leitores iniciantes devem escolher primeiramente os temas que mais os atraem e depois devorar qualquer um que puder. Aceitem os conselhos de uma amiga que tem experiência no assunto. O importante é ler muito, e sempre ter em mãos uma gramática e um dicionário, assim, fica mais fácil acertar esse idioma tão rico e tão complexo que é o português.

                                   Adriana Quezado

Criação Literária 2.
Parágrafo Longo 2.
Estava parada no trânsito e vi um malabarista com suas bolas coloridas e brilhantes, fazendo piruetas. Aproximou-se o pequeno artista pedindo alguns trocados como pagamento pela sua apresentação. Infelizmente não tinha um "tostão" para lhe dar. Observei que o garoto passou adiante meio raivoso. Aparentemente aceitou o meu não, e foi embora, mas vi que o garoto ficou atrás do carro. Não entendi nada, pensei que talvez quisesse limpar o carro. Continuou o seu caminho, mas eu só consegui ainda caminhar mais um 1 Km, quando o carro teve uma parada brusca. Abri o carro para uma verificação, pois já tinha observado que não era falta de gasolina, pois tinha enchido o tanque recentemente. Mal abri a porta do auto, lá estavam os vagabundos, o mesmo malabarista com seus amigos. Eles exigiram cartão de banco, cheque, notebook. Resumindo: todos os meus pertences, deixando-me a ver navios. Assim que os malandrinhos saíram, só deu tempo de olharem os documentos da vítima, pois foram logo roubados também e assim foi se sucedendo. Deste modo, eu tive minha vida privada devassada pelos marginais, inclusive dos grupos rivais, que lutam pelo poder máximo na comunidade: quem vai ser o "Poderoso Chefão" e ascender ao trono da máfia. Ou quem sabe, se pegos pela polícia e julgados, parar na prisão de segurança máxima. É..., mas já deve estar lotada.
                                          Adriana Quezado

ADRIANA QUEZADO
Enviado por ADRIANA QUEZADO em 06/05/2006
Reeditado em 16/07/2008
Código do texto: T151194
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ADRIANA QUEZADO
Fortaleza - Ceará - Brasil
202 textos (13850 leituras)
1 e-livros (78 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:03)
ADRIANA QUEZADO