Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A neurologia da vida


09/12/05
A neurologia da vida

Como formar uma palavra enorme? E como explicar o significado que eu quis dar-lhe no texto? Escrevo uma palavra achando que ela está grande, vêm outros escrevem-na com a amplitude de todos os sentidos.
O lexicógrafo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira escreve milhões de palavras e seus respectivos sinônimos em seu dicionário. A língua não são apenas palavras fixas e invariáveis de forma taxativa, mas um constante movimento e novas formações lingüísticas.
Podem-se juntar várias palavras de uma frase ou dois substantivos ou dois adjetivos, ou substantivo mais verbo, verbo mais adjetivo, ou substantivo acrescido de um adjetivo e várias outras maneiras, mas, provavelmente vai sair uma “bomba” ou talvez não, e quem sabe uma gaguejada infinita, até se conseguir pronunciar a extensa palavra.
Parece meio complicado, mas o grande escritor ou um simples inventor escreveu "neo-areolomamiloplastia". Ao ler essa palavra, a princípio, o leitor gagueja, mas depois de muito exercitar, consegue ler como se fosse uma palavra simples.
Vamos tentar:

NEURESTAPAIXONADA ( palavra de minha autoria)


N – Nome genérico
E – Exame profundo
U – Único, unânime
R – Ramos da ciência
E – Eleita especial
S – Soa sucesso
T – Tem tudo
A – Amiga assídua
P – Pura paz
A – Ama avassaladoramente
P – Inteligente sempre
X – Xodó, xodozinho
O – Oba, obrigada
N – Noite de Natal
A – Amém, aleluia
D – Dia lindo
A – Afinidade particular




"Inconstitucionalidade", palavra formada por derivação: in (prefixo) e cional/i/dade (sufixos), que se refere a algum ato contrário à Constituição.

I – Inteligente implícito
N – Novo nato
C – Crime culposo
O – Organização do Brasil
N - Nome do suspeito
S – Sócio-econômico
T – Tese do mestrado
I – Inocente implacável
T – Trabalhador público
U – Ultimato para depor
C – Coleção de leis
I – Inquérito criminal
O – Orgulho brasileiro
N – Nome do inocente
A - Arbitrariedade  dos políticos
L – Livre de qualquer suspeita
I – Indicio criminal
D – Direito para todos
A – Audiência judiciária
D – Defensor público
E - Escola para todos

                          Adriana Quezado

ADRIANA QUEZADO
Enviado por ADRIANA QUEZADO em 07/05/2006
Reeditado em 16/07/2008
Código do texto: T151713
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ADRIANA QUEZADO
Fortaleza - Ceará - Brasil
202 textos (13850 leituras)
1 e-livros (78 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:21)
ADRIANA QUEZADO