Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUNÇÕES DE MÃE

FUNÇÕES DE MÃE
(Autor: Antonio Brás Constante)

             Vou falar de uma pessoa que é única em suas várias profissões: a nossa Mãe. Vocês já pararam para pensar em quantas atividades ela é capaz de desempenhar para cuidar de seus filhos? Pois vou elencar algumas:

            Ela foi nossa primeira enfermeira, médica e curandeira, amenizando nossas dores e baldas com massagens, chás e beijos mágicos, desses que curam qualquer mal. Em outras ocasiões simplesmente trocou as nossas fraldas.

            Mesmo sem muitas vezes ter um alto grau de instrução, conseguiu ser poliglota e entender nossos resmungos, choros e gemidos babados, decifrando quais foram de fome, sono ou de manha. Desempenhando os afazeres de cozinheira, babá e faxineira entre outras tantas funções que por ela clamavam.

           A mãe foi nossa cantora exclusiva, conselheira, amiga. Aquela que doou sua vida para servir a nossa. Conseguia elevar nossa criatividade infantil, transformando nossa cabeça em um porta-aviões maluco, arremessando aviões em forma de colher para entrar e pousar ali. Com direito a ruídos cuspidos dos rasantes das aeronaves, nos deixando espantados e encantados, passando a abrir a boca com mais vontade.

          Seu colo nos serviu de cama, de coberta e de lugar seguro. Também foi nossa primeira  professora, nos ensinando a descobrir sobre tudo que se passava em nosso pequeno mundo.

         Suportou calada as suas tristezas, os sofrimentos da vida, a lida diária de escrava e senhora do lar. Estampando um sorriso carinhoso. Atenta aos nossos problemas, nossas dúvidas. Sendo parceira de nossas alegrias e desencantos. Guardando para si seus próprios prantos.

         Enfim, crescemos embalados pelo amor de mãe e tomamos nossos rumos, deixando para trás aquela frágil figura, que sempre nos serve como abrigo seguro quando a vida nos fere e precisamos aos seus braços retornar, nos recarregando de seu infinito amor, de seus afagos, da bondade de seu olhar.

            Criamos um dia somente seu Mãe, tentando compensar os tantos anos de sua dedicação por nós. Neste dia, lhe homenageamos com flores, cartões e beijos. E eu lhe deixo este texto como uma humilde prova de amor, dando minha contribuição como pretenso escritor, desejando um feliz dia das mães para você e para todas as mães do mundo. Parabéns pelo seu dia.

(SITES: www.abrasc.pop.com.br e www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc)

NOTA DO AUTOR: Divulgando este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

Antonio Brás Constante
Enviado por Antonio Brás Constante em 08/05/2006
Reeditado em 18/05/2006
Código do texto: T152758
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Brás Constante
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 100 anos
399 textos (85227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:17)
Antonio Brás Constante