Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

marasmo

Percorro, sem correr, as palavras. A elas recorro, dando cor ao marasmo duma pausa (so_corro!)...
 
mar mais pasmo: marasmo
 
sossego cego (o) olhar
para dentro dum centro
onde respirar se plasma
como asma duma onda
desmaiada numa praia
onde o dizer deixa ficar
(o) depósito em verso
 
marado!?
 
{Envaginem uma vagina para a imaginação (), inte/grand_o artigo definido (o)... A_o envaginar o artigo na imaginação, damos leitura à coisa!...
Durante uma pausa, num dia de palestras...

resposta/exposta... (14.05.06)

Abra-se parênteses (imaginação) com exclamação poderosa!
Uma ou mais palavras, pensamento-acção, com - ou sem verso ou - prosa!!
Ou, ou..., (o) envaginar é um embalo, é um abalo!...}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 12/05/2006
Reeditado em 14/05/2006
Código do texto: T154944
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310483 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:57)
Francisco Coimbra