CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Hoje eu acordei

"Olá, fazia tempo que eu não vinha mais aqui, aliás fazia tempo que eu não escrevia, mas hoje eu acordei, acredito que ainda estou um pouco sonolento por isso me justifico por não estar afiado nesse jogo de palavras, porém eu nunca estive afiado mesmo, mas gente eu estou tentando... Abraços àqueles que vem aqui!"


Hoje eu acordei com medo, me sentindo uma criança, acho que com vontade de ser criança e poder correr para o colo de minha mãe. Hoje eu acordei com vontade de ouvir Jota Quest gritando “... hoje eu preciso ouvir qualquer palavra sua, qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria em estar vivo...”. Bom mas hoje eu ACORDEI; acordei para realidade triste que é viver neste universo tão cheio de luz e cor, mas que insistimos em sair todos de cinza à rua. Hoje eu despertei para o lado triste do mundo e percebi que bem próximo de mim há crianças com fome, pessoas sem lar, vidas sem sentido. Hoje eu saí do sono e acordei pra todos os meus sentidos e isso fez eu olhar no espelho e não gostar do que vi, creio que a velhice chegou enquanto eu dormia, não estou apenas falando da velhice física, mas da velhice da alma e do espírito. Sou fraco e não sei viver só, preciso estar dormindo ou no colo de mamãe para estar em paz. As vezes penso que a constante busca do homem pela mulher perfeita nada mais é do que um caso psíquico de amor a mãe, mais precisamente ao sentir-se cuidado e protegido em um sono profundo. O triste de constatar tudo isto é que ao invés de que querer mudar o mundo eu quero é voltar a dormir!
  Um dia desses, num desses encontros casuais, talvez eu diga, minha amiga, prazer em vê-la; até mais... Ok, já sei eu sou o maior plagiador das composições alheias, mas que posso fazer, estou desperto e quando a gente está assim, na minha geração tem que escutar músicas (eu disse música não funk, não eletronica, não forró, etc); até o final do texto escutarei Cold Play em um quarto escuro, sozinho, fumando um cigarro (comecei a fumar acredita?!), um Jonhy Walker (talvez Juan el caminador – se for de origem paraguaia-) e aí... estou a dois passos do paraíso e outros dois da janela, mas eu tenho fé que não vou saltar.
A vida é feita de escolhas e pra cada escolha uma renuncia, eu quero meus sonhos de quando eu estava dormindo, não quero ser esse cara “normal” que de normal só tem a definição social do termo, porque o normal vai ao trabalho cansado de casa e volta pra casa cansado do trabalho, eu não quero isto pra mim eu quero ser o Lulu Santos “...quando um certo alguém cruzou o seu caminho e mudou a direção...” eu quero mudar de direção eu já não me suporto mais dentro desta casca. Outro dia refletia sobre minha solidão e me lembrei de uma célebre frase: - sou solteiro por opção... delas é claro! Mas hoje eu sou solteiro por opção nem delas e nem minha e sim do fato de ter sono, eu quero dormir, mas para manter uma relação você tem que estar acordado e eu já não sirvo pra ser zumbi.
Que os governantes perdoem minha ignorância mas não consigo entender que tão perto mim tem pessoas que morrem de fome enquanto discutimos se vamos ao Mercatto ou ao Vila de Palma (dois bares da cidade onde estou). Eu uso um tênis feito por mão de obra infantil e antes que você me critique você também deve usar e nem deve saber disto, mas o mais triste não é que não sabemos destas coisas e sim que escolhemos não saber, afinal estamos todos dormindo mesmo. Fico triste porque sei que já não posso voltar ao ventre de minha mãe, não posso viver de sonhos, que um relacionamento não se alimenta de amor e, o pior de tudo, porque eu to com insônia e não tenho comprimidos comigo!
Thiago Denardin
Enviado por Thiago Denardin em 25/04/2009
Código do texto: T1558789

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Thiago Denardin
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 94 anos
12 textos (1670 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/14 06:58)