Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sábio é aquele que consegue estabelecer vínculos.

Somente com o tempo pode definir o quanto durará  a amizade do amigo que escolhemos . Em algumas fases da nossa vida estamos bem, noutras passamos por situações desagradáveis, e aquele amigo que gostamos tanto que consideramos como um irmão continua junto de nós sem nos abandonar.

Mas como ninguém é perfeito, o amigo também pode um dia qualquer falhar com você, mas se você compreendeu o que levou ele a fazer o que fez e o perdoou, a amizade pode continuar.
 
Quando conhecemos o valor da amizade, passamos a cuidar mais dela, e de que forma? Ligando, perguntando como ele está, falando também de si, marcando encontros, fazendo questão de ver, de sair junto, de visitar,lembramos do seu aniversário, nos interessamos por sua história, oferecemos nossa ajuda e também pedimos ajuda. 

"Sábio é aquele que consegue estabelecer vínculos, isto é uma arte que poucos conseguem ter". 
 
Têm pessoas que sempre estão abertas para as amizades, outras não. As que vivem fechadas, ficam no seu mundinho desconfiado quanto à intenção dos outros, não abre mão de seus rituais cotidianos, não dedicam nem um pouco do seu tempo para conhecer novas pessoas e nem tão pouco se dedicam aos que já conhecem, que não vêem razão para ter amigos são as mais tristes, não entendem que a sua mente e seu coração podem ser ampliados com as amizades.
 
Quando nos comunicamos amigavelmente, mudamos a nossa visão de mundo. Quando somos indiferentes, desconfiados, arrogantes ou tímidos, perdemos a oportunidade de conhecer muitas pessoas legais, deixamos de aprender muitos outros pontos de vista diferentes do nosso. Quando nos comunicamos amigavelmente, somos muito mais felizes.

É bem verdade que não é fácil fazer novas amizades de verdade. No geral, contamos nos dedos os verdadeiros amigos, mas precisamos estar abertos mesmo assim para as novas conquistas, pois elas podem nos revelar aspectos da vida que ainda não conhecemos.
 
Aquele que ainda cultiva amizades antigas tem como prova o tanto que um como o outro foram bastante tolerantes e que deram valor a este nobre sentimento.

É muito bom reencontrar amigos da escola, da infância, da adolescência lembrar das aventuras, das coisas boas, dos sufocos que juntos passaram, isto dá mais cumplicidade.
 
È maravilhoso  também ver quando pais e filhos são cúmplices dos rumos de sua vida, do amor, nas suas decisões importantes, mas é triste ver pais e filhos que não conseguem serem amigos, pais que ainda estão presos aos papéis simplesmente de pais e que não se abrem o suficiente para serem amigos não dando a oportunidade de descobrirem um mundo novo juntos.
 
Os relacionamentos mais bem sucedidos são aqueles em que a amizade prevalece. Há algumas amizades que se transformam em namoro e porque não dizer até em casamentos, todo começo de uma relação sempre há bastante amizade e cumplicidade, porem muitas vezes este sentimento vai se perdendo com tempo, pois nem sempre estamos sensuais, nem sempre estamos bem e se não houver amizade acaba ficando difícil passar juntos os momentos da vida.
 
O outro tipo de amizade é aquela que se podem tudo inclusive sexo, sem compromisso algum, sem cobranças alguma, mas sempre um deles acaba se envolvendo mais que outro e a amizade que era sem cobranças, que parecia ser suave, sem compromissos tornam-se um inferno.

Já ouvi pessoas afirmando que amizade com o sexo oposto não existe, quem tem uma mentalidade machista ou moralista não pode desenvolver este tipo de amizade, mas se esse tiver uma cabeça mais harmonizada com o século XXI, isto será completamente normal, pois têm muitos que conseguem.
 
Também não devemos esquecer daquelas pessoas que só fazem amizade por interesse, aquelas que somente querem ficar perto daquelas que lhe oferecem algo, seja esse status, dinheiro, possibilidades profissionais, são as  famosas “sanguessugas", uma espécie de vampiros humanos.

Mas infelizmente do jeito que temos vivido chegamos perto do abismo, onde a muito egoísmo e cada um por si, esquecem que a solidariedade é fundamental e que é disto que muitos precisam.
 
Têm pessoas que tem relacionamentos tão complicados, que dão preferência a ter animais como companheiros e amigos porque sabem que os animais são muito mais leais e que sempre haverá uma boa troca de afeto com eles achando-os bem mais simples que os humanos, outros preferem as plantas  ou flores, e quem tem e cuida, sabem que elas também sentem e se expressam, aprendem a sua linguagem percebendo se ela está ou não em um bom lugar, se tem luz suficiente, se quer mais sol ou sombra, se quer água, estabelecem assim um bom diálogo com elas tendo como retribuição sua beleza e perfume. 
 
Se compreendêssemos mais que fazemos parte de uma mesma união, se compreendêssemos que o que acontece com os outros nos afeta de alguma forma e vice-versa, se tivermos mais consciência disso, aprenderemos a viver com mais sabedoria.

O que falta é a compaixão. Enquanto não aprendermos a ser mais compassivo, enquanto não nos tocarmos mais com a dor alheia aonde esta sensibilidade vem acompanhada do desejo de não ver os outros sofrer, quando formos mais afetuosos e quando nos tornarmos seres melhores, a nossa imunidade aumentará e as nossas resistências a doenças serão maiores.

10/05/2006
SBernardelli
Enviado por SBernardelli em 14/05/2006
Reeditado em 26/06/2009
Código do texto: T156186
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SBernardelli
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
912 textos (290128 leituras)
25 e-livros (11513 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:36)
SBernardelli