Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Pedido de Socorro

Após o almoço, quando as pessoas descansam e conversam descontraidamente ao meu lado,  sinto uma gostosa sensação de prazer e bem-estar em poder  compartilhar suas confidências. Nos dias quentes de verão, é a minha sombra que todos procuram para suavizar o calor. Ao entardecer, são meus galhos que  os pássaros procuram para pernoitar em busca de um lugar acolhedor, proporcionado pelo doce sereno que absorvo em meu corpo.   Compartilho dores, medos e sofrimento das mães, angustiadas pelas internações de seus filhos. São nas minhas folhas que elas encontram o verde da esperança  que tanto necessitam para suportar as noites de dúvidas e continuar a dar  carinho e amor, importantes instrumentos na recuperação da saúde de seus  filhos.


Sei que para muitos sou a presença de um Deus entre nós, sendo assim, estando sempre bela e formosa, confirmo mais e mais a sua grandeza.

Infelizmente hoje, sou uma árvore com poucas folhas, fui podada sem dó nessa manhã. Agora, sou uma árvore triste e abandonada, já não faço mais sombra, consequentemente, sinto-me magoada e inútil. Perdi a razão da minha  existência.   Não tenho mais com quem compartilhar meus momentos.
Por favor, me deixe florescer e viver. Quero apenas dar e receber amor.

Ass. Uma Triste Árvore localizada num Hospital Pediátrico.
*

Roberto Passos do Amaral Pereira
Enviado por Roberto Passos do Amaral Pereira em 08/05/2005
Código do texto: T15646
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Passos do Amaral Pereira
Vitória - Espírito Santo - Brasil
1280 textos (127689 leituras)
11 áudios (1581 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:17)
Roberto Passos do Amaral Pereira