Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Virilidade

Desde que meu filho nasceu deixei de ser feminista. Resolvi ser assim... humanista. Mas o que me fez repensar meu pensar, em especial, foi a visita de um colega dele outro dia.

- Você é um abelha, mesmo!
- Você é que é, seu cabeção!
- E você é um ameba!
- Hgfdsfçug#@$%&¨*()_*¨$@@$$%¨* play station *&%@#!¨*)!
- A tecla de travar é a po$$#@&())_+, seu %&$@!

Isso foi o pouco que eu consegui entender de uma conversa (porque me juraram que não foi briga) entre meu filho e um colega. Perguntei do que se tratava e só consegui entender da explicação que era alguma coisa sobre o vídeo game.

Almoço. Fiquei mais que quieta com medo de falar alguma besteira. Só que eu não agüentei a seção de arrotos e outras palhaçadas e intervi.

- Ah, não. Pára com essa porcariada todos dois!
- Porcariada? Hahahahaha... Um tanto de porcos? Hahahahah!

À tarde:

- Quando aquele cara aparecer na minha frente eu dou um soco na cara e...
- É! Dá mesmo! Aí eu chuto a bunda dele!
- Hehehehehe...
- Porrada!
...
- A minha irmã não deixou eu entrar no banheiro.
- Porque?
- Acho que é porque ela já tem peito.

Fecharam a porta do quarto. Rá! Ia! Tum! Poft! Renda-se, Guiodái! Superultra veloz soco, ativar! Rá! Tum! Uh! E tome isto e tome aquilo e... Bum!

Bum!?O que aconteceu? Saiu um chorando. Quer ir embora.

- Vocês quebraram alguma coisa?
- Mãe! Eu não quero que ele durma aqui. Ele é um idiota cabeçudo imbecil!
- Ele que é! Eu quero a minha mãe!

Harry Poter. Tiro e queda. Dormiram.

Disse-me minha tia veterinária que é assim com os macacos: quanto mais barulho fazem, mais poderosos se sentem. Aplico a raça humanóide dos machos. Apenas seis anos de idade. Mas é coisa bíblica, mesmo. Meu pequeno menino já prova sua virilidade e disputa poder pela força. E olha que vive numa casa com três mulheres e uma cachorra! Converso com ele, abertamente, sobre tudo. Falamos de reprodução, menstruação, sexo, etc. Ainda assim... Talvez seja assim mesmo. Talvez eu deva parar de lutar por tudo igual. Talvez “boys have pênis and girls have vigina” por motivos além dos reprodutivos. E talvez meu filho me convença que os homens foram feitos para serem mesmo mais fortes, com mais senso de direção e que as mulheres tenham, realmente, dom para as artes e sutileza para o trato dos outros. Esse negócio de hemisfério, direita e esquerda e tal.

Ou, quem sabe, antes de toda esta lavagem cerebral, uma mulher vire presidente do Brasil e coloque todos os políticos safados lavando banheiro e me lembre que somos ótimas para colocar ordem na baderna. E aí eu pego os viris e coloco para brigar como galos num ringue enquanto observo e grito “Ô, garçom, seu safadinho sem vergonha, traz logo uma cerva gelada ou suspendo a tua gorjeta” e, por fim, lhe dou um tapa na bunda com um sorriso besta na cara e esnobo: “E anda logo, seu corno!”
Carol Bahasi
Enviado por Carol Bahasi em 17/05/2006
Código do texto: T157970
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carol Bahasi
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
21 textos (7425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:00)
Carol Bahasi