Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pintando o sete

 Salpiquei o universo com as cores do arco-íris, avivando a fé e a esperança.
Nas paredes desbotadas, joguei rajadas de alegria com uma pitada de nostalgia, dancei na ponta dos pés, empinei pipa e corri atrás do vento, comi pipoca sentada no sofá novo da sala, me lambuzei de chocolate, sorri na frente do espelho com os dentes todos manchados, virei o mundo de pernas para o ar,
E não fui capaz de voltar atrás!

Gostei do que vi, me diverti, falando bobagens.
Reguei flores com ternura, roubei um beijo e descobri a graça de viver, fui criança um pouco, larguei o fardo que carregavam, fechei a porta do egoísmo, corri para o abraço...

Soltei os braços, deixei que a humildade fizesse morada no meu lugar, despi de mim mesma, deixei a tristeza para quem quiser e se Deus quiser, há de ninguém querer!
Dormi abraçada no travesseiro, contando estrelas até pegar carona em um cometa...
Tchau mundo cruel, voltei aos tempos de criança, onde fazia festança, rolando na grama molhada, soltava bolhas de sabão e não encontrava razão para ser infeliz.
Mostrei a língua para as tristezas, contas á pagar e para o mau humor do meu visinho, e dai, está preocupado?
-Coitado!
Vai ser feliz!
Cuido eu do meu nariz... Lambuzado... (risos)!

Rabisquei todos os versos sem nexo que pude, fazendo caras e bocas, contando histórias, brincando de roda, cantando cantigas batendo palmas, dos livros de memórias, revivi cada momento e pintando o sete fui feliz.
 
 

Escrito
 
29.05.2006
 
Por Águida Hettwer


Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 29/05/2006
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T165280

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1258 textos (116351 leituras)
15 áudios (2138 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:44)
Águida Hettwer

Site do Escritor