Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOMENTOS DE DESANIMO


...E chega aquela altura em que parece que a
ruminante fêmea vai pro atoleiro...
Não podemos permitir isso com o pobre animal...
é preciso reagir...
Osculos e amplexos,
Marcial

MOMENTOS DE DESÂNIMO
Marcial Salaverry
 
Em nossa vida sempre encontramos certos momentos em que pensamos haver esgotado todos os recursos que poderíamos ter para conseguir chegar a nossos objetivos. Olhamos para trás, vemos todo o caminho percorrido, e pensamos que nossas forças se esgotaram, que não vai mais dar para continuar, pois os obstáculos que ainda teremos pela frente, parecem-nos gigantescos, simplesmente intransponíveis.  Vem aquela vontade de entregar os pontos, pois estamos no nada, e a nada chegaremos.  Lamentar o tempo perdido e chorar parece-nos a única solução. Será mesmo o fim de tudo?
Tais pensamentos tanto podem ocorrer a jovens como a velhos. São momentos que parece que foram feitos para nos testar. Pode ser o fim de tudo, ou o início de um algo bom. Depende de nossa capacidade de reação, de nossa maneira de encarar a vida e, principalmente, de nosso amor pela vida.
Se a esse ponto chegamos, se não mais sentimos condições de prosseguir, parece evidente que devemos tomar uma outra direção, procurar outro caminho, já que este está bloqueado. Pra que malhar em ferro frio? Se chegarmos a esse ponto, é sinal de que algo deve ser feito para reverter a situação, e com urgência. O que não podemos fazer, é sentar e ver a banda passar pura e simplesmente. O trem da vida apenas faz uma rápida parada na estação, e segue viagem.
Não podemos esperar que outros construam por nós. Temos que ir à luta, e traçar nosso caminho. Temos que tratar de planejar as coisas e faze-las, pois somos responsáveis por nossos sonhos e por sua realização, e não podemos apenas esperar que alguém realize o que queremos. Precisamos buscar forças, e fazer a nossa parte nesse sentido. Afinal, é nossa vida que está em jogo, é o nosso futuro, e se quisermos chegar a algum lugar, temos que traçar nosso caminho.
Claro que muitas vezes nos sentimos fragilizados, e nos faz falta um “colinho amigo”.
Temos que ter consciência de nossas fraquezas, o que é inerente do ser humano. Não somos infalíveis, e nem “todo poderosos”. Mas também não somos totalmente dependentes de ajuda alheia. Temos sempre que fazer a nossa parte, e procurar faze-la bem feita.
Ao chegarmos em tais encruzilhadas, temos sempre que pensar em recomeço. E se tivermos que mudar tudo em nossa vida, por que não faze-lo? Se o caminho está bloqueado, se as portas se fecharam, é melhor procurar um outro rumo. Temos mesmo que recomeçar a vida.
Após uma queda, é “levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima”.
L’Inconnu tem uma citação linda para este momento.
Se alguém te feriu, cure-se! Se te derrubaram, levante-se! Se te odeiam, ame!
Erga-se! Erga a cabeça! Olhando pra baixo só podemos ver os próprios pés. É preciso olhar pra frente.
É preciso saber interpretar bem estas palavras, pois é importante sempre conseguir tratar de seus ferimentos, e saber se recuperar de eventuais quedas. E, principalmente, saber não retribuir sentimentos negativos e mesquinhos como ódio, raiva, inveja. Com amor no coração, e com vontade de viver, podemos superar tudo isso. Se nos deixarmos dominar por sentimento de vingança contra aqueles que nos fizeram mal, toda a negatividade desse sentimento poderá transformar-se numa enorme bola de neve, que poderá acabar nos sufocando, juntamente com outros.
Sempre será melhor responder com atitudes positivas, e até mesmo com um silêncio, pois alimentar polemicas jamais levará a lugar algum. Podemos tomar uma sábia atitude defensiva, como prevenção contra tais ataques, sem, contudo, o sentimento de revide. Sem empregar a Lei de Talião. Violência sempre gerará revides violentos. E a coisa pode ir longe.
Quem sempre procura fazer mal aos outros, mais cedo ou mais tarde terá que pagar sua conta. Atitudes positivas produzem melhores efeitos do que reações negativas.É preciso saber aproveitar nossos erros para não repeti-los. É preciso saber descobrir o lado positivo de todas as coisas que nos acontecem. E para começar vamos positivamente ter UM LINDO DIA.
           
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 01/06/2006
Código do texto: T167192
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19851 textos (1962254 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:28)
Marcial Salaverry