Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Heloísa Helena representante da esquerda brasileira. 

     Bem, segunda-feira passada assistia no Roda Viva - programa da TV Cultura - sabatina com a candidata do PSOL a presidente da republica Heloisa Helena. 

     Embora ainda seu nome esteja tímido nas pesquisas eleitorais, podemos observar que ela aparece em terceiro lugar. Uma classificação que deve ser muito considerado. 

     Gostei de alguns pontos tocados por ela na entrevista. Um destes pontos é a responsabilidade com que fala quando tenta passar a sociedade, principalmente a mídia que é essencial romper com a visão de Estado que se tem hoje, especialmente a relação entre Poderes (Executivo e Legislativo), a troca de favores que ocorre entre eles. O executivo para comprar o legislativo há uma barganha nociva constante de corruptores e corrompidos. Em cada momento eles invertem os papeis hora um é o corruptor, hora o outro. 

     É fundamental que exista uma independência nos poderes e caiba ao legislativo ser um poder fiscalizador de fato do executivo. Disse que um legislativo oposicionista é mais saudável que um poder subserviente do executivo, pois sendo assim, exige atitudes e seriedade dele. 

     Questionado sobre a necessidade de se ter uma base aliada para poder governar, respondeu que este também é algo equivocado em se pensar, pois, hoje o governo tem a maioria e nem por isso governa com seriedade, porque o congresso é  corrompido pelo executivo. Existe uma mentalidade do toma lá, dá cá, então, a própria base aliada faz chantagem com o governo e assim nada acontece. Em suma, dizer existir uma base aliada acaba sendo uma grande mentira. O fundamental do congresso ocorre na discussão do orçamento, aí sim, é necessário a participação efetiva do executivo, legislativo e a participação da sociedade. Segundo Heloisa o congresso na verdade cumpre quase que todo seu papel de legislar é na confecção do orçamento  e a partir daí deve se atentar mais a fiscalização do executivo. 

     Heloisa Helena fez questão de dizer que muitos dos conflitos existentes entre o governo federal, os estados e municípios está na falta de recursos financeiros. A partir do momento que os estados, municípios forem mais independentes tendo condição através de mais recursos  não dependendo tanto do governo federal certamente mudará a realidade. 

     Não é possível os estados e municípios viverem nesta dependência constante do governo federal, isto também acaba sendo algo difícil para se governar exigindo uma pressão no governo central. Sanando este problema o governo federal está descentralizando e delegando mais condição aos estados e municipios atender em saneamentos, saude, educação e outras prioridades como infra-estrutura, e assim, o executivo federal   encontra mais liberdade para atuar em outras ações e políticas públicas de governo de ordem federal. 

     Outro tema que ela debateu com os jornalistas foi à questão econômica dizendo que é possível uma queda drástica nos juros reduzindo a taxa selic a 6 % que ainda é um grande negocio aqueles que são especuladores. Esta taxa ainda seria uma das maiores do mundo que certamente deixaria os investidores quietinhos sem tirar o dinheiro do país. 

     Segundo Heloisa o governo atual aprimorou a distribuição de renda e criou alem daquela que transfere média de R$ 67,00 para os pobres, criou outra de R$ 700.000,00 aos milionários do país. Sem ser contra a política de transferência de renda aos pobres Heloisa afirmou que deve se mudar alguns conceitos. Na verdade hoje o governo está fomentando a pobreza da maneira que atua nesta política, até mesmo desestimulando aquelas pessoas que recebem tal bolsa família a prosperarem, há outras maneiras de diminuir a miséria e promover a inclusão social dando oportunidade a todos. 

     Finalizando, entre outros comentários feitos por ela foi a questão da esquerda no Brasil, hoje Heloisa é a pessoa que representa a esquerda brasileira já que o partido que representava se corrompeu, e para que se haja mais equilíbrio na democracia é fundamental que a esquerda volte a existir de fato. 

     Quando perguntado se Lula sabia de tudo, disse acreditar que sim, pois, Lula é uma pessoa extremante inteligente, pensar que não sabia seria diminuir a própria dignidade das pessoas que não tem estudo, pois a grande critica pela oposição é a falta de estudo de Lula, e ela não concorda com esta forma de pensar, isto é, não é porque alguém lhe falta estudos a nível superior que não possa ter capacidade administrativa.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 14/06/2006
Reeditado em 14/06/2006
Código do texto: T175290
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218949 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:31)
Ataíde Lemos

Site do Escritor