Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

          ***Estréia!***


                                    Rosa Pena


Começo hoje uma nova etapa de vida.
Vou esquecer as impossibilidades e cuidar das realidades.
Não mais buscarei a pele lisa que tinha há vinte anos atrás.Meu corpo "curvilíneo", é como sempre foi,acrescido de celulites da vida, da minha jornada.
Não ficarei pensando e passeando de mãos bobas pelo passado, idealizando o que deveria ter feito, achando que minha existência foi miserável.
Não perdi meus sonhos, apenas recuperei minha auto-estima.
Se me querem como eu sou , bacana!
Senão, fazer o que!
Não existe terceira idade, acho que existe terceiro momento de vida.
O primeiro é a descoberta, o segundo é a busca do sucesso ,da aceitação, o terceiro, esse bendito terceiro, é para viver,é apenas pra ser.
Administrar a solidão sem ficar imaginando os porquês.
Não quero ter "um chinelo velho para um pé doente",pois não tenho nada no pé,talvez apenas chulé.
E se "correr o bicho pega e se ficar o bicho come".
Pega e come , se eu quiser.
Sexta-feira é uma droga,vou parar de fingir que fim de semana é o máximo.
Digressiono,digressiono.
Acabo com as teses,viverei com as possibilidades.
Serei imediatista no que realmente quero e darei tchau ao que não posso ter ou ser.
Nunca serei capa de cd.
E para quem me ama,dou meu muito
prazer.
Rosa Pena.


06/12/2002 / livro: Com licença da palavra.
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 17/01/2005
Reeditado em 09/10/2008
Código do texto: T1777
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
954 textos (1389824 leituras)
48 áudios (24755 audições)
33 e-livros (28798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 12:41)
Rosa Pena

Site do Escritor