Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
PEDIDO DE UMA CRIANÇA AOS SEUS PAIS



Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isso faz com que eu me sinta mais seguro.

Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que quero. Só estou experimentando vocês.

Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.

Não me corrijam com violência e nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com mais calma e em particular.

Não me protejam das conseqüências dos meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho mais áspero.

Não levem muito a sério minhas pequenas dores. Necessito delas para obter a atenção que desejo.

Não sejam irritantes ao me corrigirem. Se assim o fizerem, poderei fazer o contrário do que me pedem.

Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembrem-se que isso me deixará profundamente desapontado.

Não ponham à prova minha honestidade. Sou facilmente tentado a dizer mentiras.

Não me mostrem um Deus carrancudo e vingativo. Isto tenderá a me afastar dele.

Não desconversem quando faço perguntas, senão eu procurarei nas ruas as respostas que eu não obtiver em casa.

Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis. Ficarei extremamente chocado quando descobrir algum erro de vocês.

Não me digam que meus medos e receios são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los.

Não digam que não conseguem me controlar. Eu me julgarei que sou mais forte que vocês.

Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembrem-se que eu tenho o meu próprio jeito de ser.

Não vivam apontando os defeitos das pessoas que me cercam. Isso criará em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito de intolerância.

Não se esqueçam que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesmo. Não queiram me ensinar tudo.

Não desistam nunca de me ensinar o bem, mesmo quando eu pareça não estar aprendendo. Insistam com amor e energia.

Insistam através do exemplo e no futuro vocês verão em mim o fruto daquilo que plantaram.

(Texto de autoria desconhecida)
Germano Correia da Silva
Enviado por Germano Correia da Silva em 30/09/2009
Código do texto: T1840874
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Germano Correia da Silva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
370 textos (43062 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/14 23:26)
Germano Correia da Silva

Site do Escritor



Rádio Poética