CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Como escrever uma crônica

Era uma vez uma crônica... Mas peraí, como se escreve uma crônica? Sei lá, nunca tentei escrever uma crônica seriamente. De verdade. O professor diz “quero que escrevam uma crônica!”, e alguém sempre tem de perguntar “como se escreve uma crônica?”. Se eu fosse ele diria “usem a criatividade, usem o tutano com o qual convivem todos os dias. Usem! Neurônios, suas sinapses, parte do cérebro, lado direito, lado esquerdo, não importa. Apenas sejam criativos! Por que continuar uma idéia de um texto dado? Criem o seu próprio, sejam corajosos para escrever, aprendam como escrever uma crônica!”. Acabei descobrindo que não sei escrever uma crônica!
Tem gente que é preguiçosa mesmo, ou realmente não sabe como escrever, especialmente uma crônica. Tem medo!  Mas medo do que me pergunto eu, de errar? Todo mundo erra. É errando que aprendemos, ou era para ser assim pelo menos. Deve servir também para escrever crônica.
Penso, penso, penso. Afinal, como escrever uma crônica? De onde vem as idéias? Idéias! Idéias... Palavras? Pensamentos? Acho que idéias vem de palavras pensadas. Pensamentos, idéias, palavras, escrever, ler, ler, escrever, escrever, reler, reescrever, pontuar, reler, repontuar. Como se escreve mesmo? Como escrever uma crônica afinal de contas?
Expor idéias no papel, idéias e mais idéias, pensamentos. Muitas palavras. Não sei se sei escrever uma crônica. Sei escrever. Sei ler. Aprendi tudo isso antes de entrar para a primeira série do ensino fundamental. Sei escrever um texto, curto ou longo, depende das idéias que estão povoando minha mente no momento. Idéias vem da cabeça. Será que essa massa cinzenta pensa? Olhos. Os receptores das imagens e letras. Ouvidos, os receptores da linguagem. Mas às vezes eles são surdos. Será que esse conhecimento ajuda a escrever uma coisa chamada crônica?
Através de outros textos posso ter idéias de como escrever uma crônica. Como escrever uma crônica? Sei lá! Vou ir escrevendo e ver o que sai sobre um assunto qualquer, o importante é saber escrever uma crônica.
A dúvida continua. Como escrever uma crônica professor? Como escrever uma crônica afinal de contas? Alguém me diga como se escreve uma crônica! O que é uma crônica mesmo? Confusão mental! Como se escreve uma crônica não sei! Tentei escrever uma, duas, três crônicas. Li todas as crônicas que eu podia, para ver se algo eu aprendia. Absorvi idéias, é lendo crônicas que se escrevem crônicas. Mas como escrever uma crônica? Li, reli, reescrevi, porém ainda não sei se aprendi. Ai, como se escreve uma crônica senhor? Será que se eu fizer uma promessa ajuda? Ou será que piora? Maldita memória! Li diversas crônicas e não consigo lembrar de mais nada! Deve ser estresse, tudo é culpa dele. Vai ver estou com estresse crônico por tentar escrever uma crônica... Se fosse pra escrever poesia era mais fácil, eu acho, já que estou mais acostumada a ler poesia, e quem lê poesia escreve poesia. Talvez se eu lesse mais algumas crônicas durante o dia eu conseguisse escrever uma crônica. Como escrever uma crônica? Não sei, não sei nada! Estou com estresse traumático crônico por tentar escrever uma crônica.
 Por favor, eu imploro, como se escreve uma crônica? Sei lá! Mas vou tentar, aprender, ler mais, ler intensamente, textos, crônicas, poemas, contos. Ler tudo, escrever de tudo, ler ainda mais, ler tudo que puder. De repente descuro como escrever uma crônica qualquer.
Lilith Góthica
Enviado por Lilith Góthica em 08/10/2009
Reeditado em 15/10/2009
Código do texto: T1855048

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Lilith Góthica
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
238 textos (30339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/14 10:21)