Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seleção brasileira, o triunfo da verdade. 

     Como venho escrevendo minhas crônicas sobre a seleção brasileira, sobre suas atuações que ganhava, mas não convencia novamente aqui coloco em palavras simples o que pude observar a atuação do time medíocre. 

     Primeiro, um time de estrelas, mas sem futebol, os quais tinham consciência de não estarem atravessando uma fase boa, mas com a mascara que a imprensa – aqui destaco com ênfase a Rede Globo – os colocou assumiram e acreditando que estão jogando um bolão. 

     Segundo, um técnico que não tem nada a ver com a estrela de campeão, embora tenha ganhado a copa de 1994, os brasileiros têm vivo em mente o sofrimento e a bola ruim que aquela seleção jogou com exceção de um ou outro jogador. 

     Para quem acompanha o futebol mais de perto sem paixão, porem crítico, sabe que o futebol é uma grande ilusão que o brasileiro tem como pano de fundo para minimizar um pouco a angustia porque o vive. Porém, na verdade não passa de um mercantilismo para os que nela estão envolvidos, sem importar com o sentimento de brasilidade e de patriotismo. O único compromisso é pessoal. 

     Voltando a comentar a atuação da seleção e fazendo um parêntese; até agora não deu para entender um técnico que foi campeão mundial como técnico da seleção, de repente deixa a seleção, pede demissão e vai treinar um outro país! O que aconteceu de fato que fez com que Felipão se demitiu após ser campeão e vai treinar a seleção de Portugal? 

     Somos brasileiros, aceitamos a derrota, mas não admitimos a vergonha, a falta de respeito, o cinismo que alguns dirigentes de futebol fazem com a maior cara de pau. Perder faz parte do futebol, como as derrotas fazem parte da vida de todos nós. 

     Estava mais que obvio que a seleção vinha mal, cada vitória não conseguia ser convencida pelo torcedor. Cada partida parecia um pesadelo, um medo, porque sabíamos que a seleção vinha mal. Não havia time fraco para enfrentarmos, mesmo jogando com seleções sem qualquer prestigio internacional, deu no que deu, quando o Brasil enfrentou uma seleção forte, de tradição ficou no meio do caminho. 

     Bem, agora é pegar a nossa bagagem, sair defronte da tela e cair para a realidade do dia a dia, acordar para a realidade do Brasil. Uma derrota sofremos quando assistimos o Brasil, o futebol dos sonhos serem desbancado pela França, agora vamos reerguer a esperança de não deixar que o Brasil da vergonha, da falta de moral nos iluda e triunfe nas urnas.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 01/07/2006
Reeditado em 01/07/2006
Código do texto: T185765
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219554 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:49)
Ataíde Lemos

Site do Escritor