Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem rumo ...

Olhel o Oceano e a sua grande extensão, as águas azuis, que quase se confundem com o Céu, sem nuvens, com um Sol a brilhar, e os seus raios a escaldar ...
Lá longe, vai num barquinho, uma pessoa, só, á deriva da vida, sim porque está mesmo só, o barco não tem remos, baloiça como as águas, num vai e vem constante, o porto de abrigo ainda é distante, e nem sabe se alguém tem a intuição suficiente para sentir que ela se encaminha, para esse porto de abrigo ... para a esperar ...
E lá vai ela ... só... no barquinho a balancear, nas ondulações das águas, que continuam azuis, tal como o Céu, sem nuvens e o Sol a escaldar ...
Vai mesmo a deriva, com os seus pensamentos, com o coração morno, que nem os raios do Sol o aquecem ...
nita
Enviado por nita em 01/07/2006
Código do texto: T185767
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
nita
Portugal
165 textos (11175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:28)