Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como Cães e Homens

Estava eu voltando para casa em uma tarde de sábado, quando me deparo com um casalzinho de cães copulando, assim que terminaram, o cão já velho e cansado, saiu abanando o rabo, e com um ar de satisfação, dava pra perceber a alegria do pobre animal, que deitou-se embaixo de uma árvore.
 
Pois bem, logo me passou pela cabeça: o que temos em comum com os cães ? O que nos torna diferentes destes animais?

Logo fui fazer uma analogia sobre isso, então examinei alguns detalhes da vida de um canino e de um homo sapiens.

Quais quesitos são necessários a serem preenchidos para que um canino alcance a "felicidade plena"?

Oras, a felicidade dos cães é bem simples, basta que eles tenham um lar, comida, bebida, um dono que brinque com eles, um cantinho quente para dormir, e de vez em quando "catar" a cadelinha da vizinha, esses são os quesitos para a "felicidade plena" de um cão comum, claro que um PittBull teríamos que acrescentar: destroçar o coleguinha, mas isso não vem ao caso.

E a "felicidade plena" de um homem, bom, já é mais complexa, mas mesmo assim, podemos definir um conceito que se aplica basicamente a humanidade.

Todo homem busca ter sucesso na vida profissional, realização no amor, conquista de metas, amizades... Enfim, isso é basicamente o que a humanidade busca em comum.

Então, voltando aos cães, que sentido se acha na vida de um canino? Ele nasce, cresce, procria, alcança a "felicidade plena" ou não, e morre.

Pronto! Que sentido há nisso?

E o homem também nasce, cresce, procria, alcança a "felicidade plena" ou não, e morre, também não há sentido, somos como os cães, nada mais, mas somos orgulhosos, egocêntricos, egoístas demais para admitirmos que nossa vida tem tanto sentido como a de um cão, ou seja, NENHUM.

Somos um nada, iguais a quaisquer outras espécies que compõem a vida no planeta. Por que um cão não tem deuses, religiões, crenças?

Porque ele não questiona a vida como nós, a partir do momento que temos raciocínio, questionamos: “de onde viemos, para onde vamos, estamos sozinhos...?", agora se essas questões são levantadas por milhões, onde cada um tem sua maneira de ver a vida, surgem então às crenças, justificando a existência.

A diferença é que somos uma "subjetividade coletiva" e os cães uma "coletividade subjetiva...” Basicamente "somos cães".
Chaos Theory
Enviado por Chaos Theory em 05/07/2006
Reeditado em 27/12/2008
Código do texto: T187955

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaos Theory
Itajubá - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
78 textos (11378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:21)
Chaos Theory