Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O melhor e o pior de Monteiro Lobato

Nascido em Taubaté herdeiro da fazenda do Avô e autor de uma série de obras ou manobras políticas, passou boa parte de seu tempo na ociosidade, que é boa sim, porém muitas heresias são cometidas. Ao criar o Jeca Tatu denunciava que o brasileiro era atrasado, preguiçoso e sem solução, se redimiu dos pecados é claro. Quem é ele para denunciar, e olha que o mesmo só viveria as custa de sua herança familiar, perdeu tudo é claro, e de tão teimoso que era que continuava a acreditar na superioridade norte-americana, que coisa ele mesmo não conseguiria concluir seus objetivos na América, e volta  para casa abatido e desencantado da vida (em homenagem a Paulo Emílio Vanzolini). Ao denunciar o escândalo do Petróleo só o fez por ter investimentos neste mesmo seguimento, e apesar de ser um dos maiores capitalistas da época, somente contraiu prejuízos, pura ironia do destino. Por sorte somente foi preso por se indispor com o Estado Novo de Getulio Vargas. Individualista só via o mundo em seu benefício, esta é a verdadeira face de Monteiro Lobato, enquanto seu oposto Charles Chaplin se preocupara com a precarização do trabalho em Tempos Modernos, Lobato só tratava de reproduzir uma ideologia fascinada por um capitalismo estúpido no qual o Cubano Paul Lafargue chamaria de a maldição que trataria de exterminar o proletariado cego pelo trabalho.
Alessandro Barreta Garcia
Enviado por Alessandro Barreta Garcia em 07/07/2006
Reeditado em 19/10/2008
Código do texto: T189586
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alessandro Barreta Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 39 anos
68 textos (26671 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:14)
Alessandro Barreta Garcia