Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Nada vale a pena quando a alma é pequena"

[23 de Março, 00:09]

Sabe...tudo muda, o mundo vive em constante mudança, assim como as pessoas.
Tudo tem seu tempo, mas toda teoria tem sua exceção.
Umas pessoas podem levar um ano para aprender a dar valor, outras aprendem em um dia, mas esquecem depois de uma semana.
Aliás, ninguém está preparado para dizer se aprendeu algo ou não. Você nunca vai saber, nunca vai ser consciente dos seus atos.
Você faz escolhas e arca com as consequências, adquire esperiência e amadurece. Depois disso, você pode optar por cometer o mesmo erro, ou escolher o caminho oposto.
Maturidade não decide nada por você, sua idade não decide nada, assim como sua família, amigos, muito menos amor.
Amor não serve lá pra muita coisa... talvez só pra você pensar que está preenchendo a sua outra "metade", mas você não está preenchendo merda nenhuma. "Basta existir para se ser completo.
Amor te cega. Você acha tudo lindo, você é lindo, ele é lindo. Mas quando acorda percebe que a realidade é feita de ilusões.
O amor passa, os amigos se vão, as máscaras caem.
Confie em você, na sua mãe e no seu pai, e ponto. Nem todo mundo que se diz estar "presente pra sempre" vai estar, mentiras são ditas o tempo todo... tá, talvez nem sejam mentiras, são palavras ditas de modo impensado.
Porra, lógico que amar é bom! Mas um dia você aprende que sua vida não precisa depender de ninguém, além de você.
Tente se curar sozinho, se isso for possível.
Dê valor pra quem te dá, pra quem te deu.
"Esteja sempre em crédito com os outros", como diz minha mãe.
Não se vingue de quem não merece, não provoque, não seja grosso e não poupe palavras. Respeite.
Não escrevi esse texto porque sou uma mal-amada não! Pelo contrário, fui muito bem amada e bem tratada. Obviamente quebrei a cara e me decepcionei inúmeras vezes. Quando eu digo inúmeras, eu realmente digo INÚMERAS!
Mas só tenho a agradecer a todos que passaram pela minha vida e deixaram de me ligar quando tinham prometido, assim a como os que me deixavam recadinhos surpresa no canto do caderno.
Sou o que sou graças a vocês. Amo do jeito que amo porque aprendi.
Não sei o que, mas algo eu aprendi.
E por favor, não me diga que vai estar aqui quando eu precisar, se você não estiver falando sério.
Thabata Guerra
Enviado por Thabata Guerra em 11/07/2006
Código do texto: T192033

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thabata Guerra
São Paulo - São Paulo - Brasil
65 textos (4115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:34)
Thabata Guerra