Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O crente e o ateu.

- A variedade de seres viventes, os fenômenos e muitas outras maravilhas da natureza não podem ter vindo à existência por acaso, sendo isso prova suficiente de que haja um criador.

- Essa premissa é inconsistente, pois de onde não pode provir o simples poderia surgir o complexo? Se do acaso não pode surgir a criatura, poderia dele surgir o criador supremo? Se todas essas coisas só podem ter sido feitas por um poderoso e sábio criador, esse criador deve ter sido criado por outro superior a ele. Conseqüentemente, o criador do criador teria que ter seu criador também, e esse o seu, em uma corrente infinita. Se, ao contrário, pode existir um “criador incriado”, por que coisas simples da natureza não poderiam existir sem um ente criador? *

- Apesar do que você me disse, continuo acreditando na existência de Deus.

- Eu sei, sua fé não é lógica, é surda e cega.

* Inspirado no artigo de João de Freitas “O poder do pensamento primitivo”.
Ed
Enviado por Ed em 23/07/2006
Código do texto: T200228
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ed
Hortolândia - São Paulo - Brasil
142 textos (42129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:20)