Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mudanças

Já li muitos textos, livros e trabalhos sobre mudanças. Dizem que a todo instante tudo muda, que o mundo gira, que tudo se transforma, etc, etc, etc. Eu vou falar sobre outra coisa. O mundo pode mudar, mas as pessoas não mudam.

Lembro-me de minha adolescência. Sempre fui um crítico, um questionador. Carregava nos bolsos vazios uma infinidade de interrogações. Sempre fui assim. E assim sou, e assim serei.

Também sempre fui um bobo apaixonado. Sou ótimo em aconselhar os outros em seus relacionamentos, mas sou péssimo em aplicá-los nos meus. Nunca sei o que fazer. Diante de uma mulher, sempre me sinto um eterno garoto.

Sempre fui direto, falei o que estava na cabeça, de forma espontânea. Às vezes magôo as pessoas sem perceber. Outras vezes, digo o que não deveria ter dito.

Sou ótimo em fazer projeções, analisar as coisas que ainda estão por vir. Mas sou péssimo em determinar o meu próprio futuro, que caminho seguir.

O mundo gira, é verdade, e isso reflete muito em cada ser humano. Mas as pessoas não mudam. Leia o seu diário de 10 anos atrás, e perceberá que você é praticamente o mesmo. O que muda é nossa maturidade.

Eu li meu diário de 6 meses atrás, de modo que eu pudesse comprovar minha teoria de que as pessoas não mudam. Muitas coisas aconteceram, ao contrário do que possa parecer. Tudo mudou. Está tudo diferente. Exceto por um mísero detalhe: eu.

Maturidade: é o que eu chamo de compreendermos a nós mesmos. Nos aceitarmos. Sabermos o que gostamos e o que não. Hoje sou mais maduro, mas com a inocência de um menino.

Um homem menino, é isso que sou. Um velho garoto, é isso que serei.

Meus amigos são os mesmos, meus gostos são os mesmos, meus medos são os mesmos, meus amores são os mesmos. Talvez com uma pitada de renovação. Mas é praticamente tudo igual. A mesmice de sempre. O mesmo eu que sempre fui, e que aprendi a gostar de ser. Essa é minha maturidade.

Ah! Lembrei. Adoro instigar as pessoas a se questionarem também. Sei que a maioria não irá concordar com minhas palavras aqui expostas. Às vezes, faço isso de propósito. Não foi o caso.

Bem, amanhã será um novo dia. Mais um dia do ano de 1982, ano em que nasci.

* Novas Frases:

Se você for casar imaginando que a pessoa vai mudar, escolha entre duas opções: não casar, ou aceitar a pessoa como ela é.

Não mudamos. O que muda é nossa percepção em relação ao mundo. Mas nossa essência, jamais.


ilsanches@gmail.com
Ivan Sanches
Enviado por Ivan Sanches em 28/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T203561

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ivan Sanches
Santo André - São Paulo - Brasil, 34 anos
141 textos (12227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:50)
Ivan Sanches