Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUS EMAGRECE

                                         O mundo das dietas está sendo revolucionado. Nos EUA, claro. Nada de medidas drásticas, redução do estômago, ou áridos jejuns. Depois da dieta do arroz, do toucinho, do gafanhoto, da cebola, a moda é a dieta de Deus. Reportagem no jornal “O Globo” informa que se prolifera nas igrejas americanas esta nova mania para ajudar aos gordinhos, quase a 65% dos americanos.  Fiéis obesos se reúnem nos templos e formam grupos de auto-ajuda para evitar a tentação de comer compulsivamente.
                               Deus salve a América. Mesmo que Max Weber não tivesse descoberto o segredo do capitalismo, eu perceberia. O segredo dos americanos é usar Deus com resultados efetivos, enquanto nós no terceiro mundo só usamos o todo-poderoso para fazer procissão. Puseram Deus na moeda, inventaram igrejas que motivam o sucesso, a saúde e o progresso econômico. Deus ajuda na Guerra do Iraque e agora –até me estranha ninguém ter tido antes a idéia - vem colaborando na perda de banha. Receita simples que não veio à mente de nenhum nutricionista do terceiro mundo. Talvez porque, na África e América, desnutridos é o que não falta. Mas, já que Deus serve pra tudo, ao menos poderíamos ter descoberto uma novena antifome.
                           Max Weber, no início do século XX, em A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo, já descobrira o nexo entre a idéia calvinista - Deus abençoa seus fiéis com a prosperidade - e desenvolvimento econômico de nações como EUA, a Alemanha e Inglaterra. Enquanto o catolicismo insiste na mortificação e na pobreza como sinal de santidade – quase todos os santos católicos são esquálidos – o protestantismo avançou e gerou riquezas.
                                    Outro dia ouvi na TV um pastor evangélico dizendo que Jesus pobre era mentira católica. Jesus tinha um burro e, naquele tempo, ter um burro era como ter hoje uma Ferrari. Eu achava que uma Ferrari naquele tempo era uma carroça romana, mas a retórica é admirável.
                                    Só há um porém. Os americanos erraram em algum ponto porque há esse efeito colateral da coca-cola e do hot-dog, a obesidade. Mas o mesmo Deus – que lhes deu fartura e gordura - agora lhes abençoa com a graça da elegância. Basta negociar com o criador as coisas certas ao tempo certo.
                                    Nós, bonzinhos e pobres, jejuamos o ano inteiro, curtimos essas longas procissões que emagrecem e, se tivermos comida, vencemos a gula e ainda repartimos com os outros. Salvo exceções, somos magros. E Deus nos dá uns governantes que roubam dinheiro público e usam para aplicar em contas no exterior. Eles engordam por nós. Somos abençoados com a magreza. Deus seja louvado.
                                   Não estou interessado em saber se essa nova dieta dá ou não resultados. Só queria que mais esse caso de uso de Deus fosse exemplo para nós brasileiros. Já está na hora de deixarmos de usar Deus só para rezar. O Supremo – não o STF - precisa ter alguma utilidade. Por exemplo, ajudar a gente a escolher um governador e um presidente que prestem. Deus tem que nos levar ao primeiro mundo. Tenha piedade de nós!
Pablo Morenno
Enviado por Pablo Morenno em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204746
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pablo Morenno
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
42 textos (5110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:04)